Greenidge Generation usará lucros da mineração para construção de fazenda solar

Greenidge Generation usará lucros da mineração para construção de fazenda solar

Greenidge Generation, a mineradora de bitcoin, está planejando aumentar o número de fontes de energia renováveis ​​disponíveis para uso em Nova York.

Em um anúncio recente, a Greenidge disse que usaria os lucros de seus mineradores de Bitcoin (BTC) na região de Finger Lakes, no estado de Nova York, para acelerar o fechamento de um aterro de cinzas de carvão próximo. A empresa planeja transformar o local de Lockwood Hills em uma fazenda solar capaz de gerar 5 megawatts de energia.

O CEO da Greenidge, Jeff Kirt, disse:

“O projeto está tornando energia renovável uma realidade, aproveitando os lucros da mineração Bitcoin para financiar a criação de uma nova fazenda solar em um aterro sanitário.”

De acordo com a empresa, o objetivo é criar empregos de alta tecnologia para os residentes e apoiar as empresas locais com a fazenda solar.

A nova fonte de energia também poderia aparentemente ser usada para aumentar o poder das operações da planta Bitcoin da empresa no Lago Seneca, que visa dedicar 85 MW à mineração de criptomoedas no próximo ano. A usina era anteriormente movida a carvão, mas agora usa gás natural.

A empresa de mineração disse que opera instalações de mineração BTC “100% neutras em carbono”, com planos de expansão para a Carolina do Sul ainda este ano. Greenidge visa atingir uma capacidade operacional de pelo menos 500 MW em vários locais até 2025.

No entanto, os críticos de Greenidge – incluindo o grupo ambientalista Seneca Lake Guardian – alegaram que as operações da empresa de mineração não são tão ecologicamente corretas quanto parecem, dizendo que a empresa depende do gás natural produzido a partir do fracking. Os residentes locais também acusaram Greenidge de ser responsável pelo aumento das temperaturas no Lago Seneca, alegando que ele descarregava água superaquecida.

Veja mais em: Criptomoedas | Mineração | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.