Hotel de luxo aceita pagamentos em Bitcoin

Hotel de luxo aceita pagamentos em Bitcoin

The Kessler Collection, uma marca americana de hotéis de luxo, começou a aceitar Bitcoin (BTC) e criptomoedas como opção de pagamento.

De acordo com um comunicado de imprensa divulgado, a rede de hotéis fez parceria com o serviço de criptomoedas BitPay, para começar a aceitar Bitcoin.

Outros criptos adotados incluem Ether (ETH), Dogecoin (DOGE), bem como quatro stablecoins – USD Coin (USDC), Paxos Standard (PAX), Binance USD (BUSD) e Gemini dollar (GUSD).

A coleção Kessler agora se torna a marca de luxo mais recente a fazer parceria com a BitPay para permitir pagamentos criptográficos para seus produtos e serviços.

Para Fravy Collazo, o diretor financeiro da empresa, a adoção de pagamentos criptográficos também ajudará a reduzir a carga cambial sobre os hóspedes internacionais. Comentando sobre a mudança, o CEO da empresa, Richard Kessler, afirmou:

“Este é um dos conceitos mais inovadores na indústria da hospitalidade atualmente. Acredito que a criptomoeda só vai ganhar aceitação, e a parceria com a BitPay nos permite oferecer mais opções no processo de pagamento.”

De fato, de companhias aéreas a agências de viagens, várias facetas dos setores de turismo e hospitalar rapidamente adotaram os pagamentos por criptomoeda.

O início do coronavírus e seu impacto nas viagens globais também acelerou o pivô em direção aos canais de pagamento em moeda virtual em meio à digitalização emergente da indústria e à priorização de protocolos sem contato.

Em seu relatório de fevereiro de 2020, a agência de viagens de criptomoedas, Travala, revelou que 68% de todas as reservas para o mês foram feitas com moedas virtuais, já que a empresa registrou seus maiores números de receita mensal.

Além de utilizar pagamentos criptográficos, as companhias aéreas e outras partes interessadas também estão explorando o blockchain na luta contra a disseminação do COVID-19.

Em fevereiro, a Air France anunciou que testaria um sistema baseado em blockchain para verificar os resultados do teste COVID-19 para passageiros.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *