IA irá interferir nas eleições políticas?

IA irá interferir nas eleições políticas?

OpenAI, criadora do popular chatbot ChatGPT, lançou uma nova postagem no blog descrevendo sua abordagem para as eleições de 2024 em escala global.

A sua principal ênfase é trazer transparência, melhorar o acesso a informações precisas sobre votação e prevenir o uso indevido de inteligência artificial (IA). Ao mesmo tempo que destaca a necessidade de proteger a integridade da natureza colaborativa das eleições, a OpenAI quer garantir que o seu serviço de IA não seja utilizado de uma forma que possa prejudicar este processo.

A empresa disse que proteger a integridade das eleições é um esforço que envolve todos e quer garantir que a sua tecnologia não seja utilizada de uma forma que possa prejudicar este processo.

“Queremos ter certeza de que nossos sistemas de IA sejam construídos, implantados e usados com segurança. Como qualquer nova tecnologia, essas ferramentas trazem benefícios e desafios.”

A OpenAI afirma ter um esforço multifuncional dedicado explicitamente ao trabalho relacionado às eleições que investigará e abordará rapidamente possíveis abusos.

Entre esses esforços estão a prevenção de abusos, que define como falsificações profundas enganosas, chatbots que se fazem passar por candidatos ou operações de influência em escala. Ele disse que uma de suas medidas tem sido implementar proteções em Dall-E para recusar pedidos de geração de imagens de pessoas reais, incluindo candidatos políticos.

Em agosto de 2023, os reguladores nos Estados Unidos estavam até a considerar regulamentar as falsificações políticas profundas e os anúncios gerados com recurso à IA antes das eleições presidenciais de 2024.

A OpenAI disse que atualmente não é permitido criar aplicativos para campanhas políticas e lobby. Um político que concorre ao Congresso dos EUA já emprega a IA como convocador de campanha para ajudar a alcançar mais eleitores em potencial.

O desenvolvedor de IA disse que também está trabalhando na atualização constante do ChatGPT para fornecer informações precisas de notícias em tempo real em todo o mundo, enquanto direciona os eleitores aos sites oficiais de votação para obter mais informações.

A influência da IA nas eleições já tem sido um importante tópico de discussão, com a Microsoft até a publicar um relatório sobre a utilização da IA nas redes sociais, tendo o potencial de influenciar o sentimento dos eleitores.

O chatbot AI Bing da Microsoft já está sob escrutínio depois que pesquisadores europeus descobriram que ele fornecia informações eleitorais enganosas.

O Google tem sido particularmente proativo em sua postura em relação à IA e às eleições. Em setembro, tornou obrigatória a divulgação de IA em anúncios de campanhas políticas, além de limitar as respostas a perguntas eleitorais em sua ferramenta Bard AI e pesquisa generativa.

Veja mais em: Inteligência Artificial (IA) | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário