Índia digitaliza documentos de comércio usando a plataforma CargoX Blockchain

Índia digitaliza documentos de comércio usando a plataforma CargoX Blockchain

Com o ritmo de trabalho reduzido devido pandemia da COVID-19 no setor de transporte de carga indiano, a indústria marítima do país tem objetivo de fazer uso da plataforma CargoX. O objetivo é realizar a transferência de documentos blockchain (TDB). Um relatório feito pela World Cargo News, a CargoX adicionou seu BDT ao Sistema Comunitário Portuário da Índia (PCS). Sendo uma empresa da Indian Ports Association que tem foco em agilizar a digitalização da infraestrutura marítima da Índia.

Testes obtiveram resultados positivos

A Portall Infosystems, responsável pelo desenvolvimento do PCS, em parceria com as empresas de transporte global, fizeram testes que mostraram resultados positivos no uso da plataforma CargoX.

Contudo, foram realizadas proofs-of-concept para assegurar a conformidade do sistema com o objetivo de digitalização do Ministério da Navegação da Índia. De acordo com a CargoX, os testes foram direcionados para “vários cenários de casos de uso, incluindo embarques de breakbulk e contêineres, exportação e importação da, e para a Índia.”

O PCS já está funcionando em 19 portos de diversos tamanhos da Índia, com cerca de 16.000 participantes corporativos. Assim, a adesão do CargoX com o PCS tornará possível que as partes interessadas realizem administração eletrônica dos documentos embarcados. Além de outros documentos de remessa, o que trará uma redução no preço e tempo de todo processo.

Maiores empresas de transporte utilizando blockchain

As empresas consideradas as maiores no setor de transporte de todo mundo têm aderido à tecnologia blockchain. O uso da tecnologia é feito para digitalizar o processo de documentação. A segunda e quarta top empresas de transporte do mundo, Mediterranean Shipping Co. e CMA CGM, entraram na plataforma TradeLens da IBM em 2019.

Ademais, o COVID-19 tem feito com que o número de empresas interessadas no processo de digitalização fique ainda maior. Uma vez que os sistemas anteriormente usados não estão sendo efetivos em tempos de isolamento social. No mês de maio, duas das maiores operadoras portuárias do mundo, a Adani Ports e a Special Economic Zone Limited e a DP World também fizeram parceria com a TradeLens para fazerem uso de suas soluções de cadeia de suprimentos baseadas em blockchain.

Veja mais em: Blockchain | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.