O Irã concede aos mineradores de Bitcoin acesso exclusivo à eletricidade

O Irã concede aos mineradores de Bitcoin acesso exclusivo à eletricidade

O Irã concedeu aos mineradores de bitcoin acesso exclusivo à eletricidade gerada por três usinas de energia para suas atividades de mineração, de acordo com a empresa estatal de energia Thermal Power Plant Holding Company (TPPH).

Mohsen Tarztalab, diretor administrativo da TPPH, disse a uma agência de notícias local que “o equipamento necessário foi instalado em três usinas de Ramin, Neka e Shahid Montazeri”.

A estatal, responsável pelo desenvolvimento e operação das usinas termelétricas, passará agora a licitar os três projetos, cujos “documentos serão disponibilizados no site SetadIran.ir em breve”, disse Tarztalab.

É importante observar que os criptomoedas receberão apenas o excesso de eletricidade das turbinas de expansão que serão construídas nas usinas de energia alvo para esse propósito específico. Tarztalab explica que isso ocorre porque as turbinas “não consomem combustíveis líquidos como o gasóleo, apenas gás natural”, que queima mais limpo em comparação com o carvão.

“Essas turbinas não são conectadas à rede nacional e a eletricidade gerada por elas é consumida apenas pela própria usina”, afirmou.

No entanto, não está claro quanta eletricidade será produzida ou dedicada à criptomoeda nas três instalações.

Até agora, nenhuma usina, ou parte dela, poderia extrair exclusivamente ativos digitais, embora o Ministério de Energia do país em julho tenha dado luz verde às usinas para minerar. Uma das maiores motivações para a abertura contínua do Irã às criptomoedas é o potencial que a indústria traz para aumentar as receitas do governo em queda. Tarztalab, o chefe da TPPH, detalhou:

“Infelizmente, os aumentos constantes de preços e a obrigação de fornecer eletricidade a preços estáveis ​​aos assinantes causaram uma grande lacuna entre receitas e despesas no setor elétrico do país, e precisamos de novas fontes de receita para preencher essa lacuna”.

A mineração de bitcoins é barata no Irã – algo que atraiu dezenas de mineradores, tanto legítimos quanto suspeitos, para as costas do país. De acordo com dados oficiais, as fazendas de mineração no Irã pagam apenas 4.800 riais (US$ 0,01) por quilowatt-hora (kWh) de eletricidade, mas as taxas aumentam quatro vezes para 19.300 riais (US$ 0,05) durante a alta temporada de verão, de junho a setembro.

Traduzido e adaptado de: news.bitcoin.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário