Início»Blockchain»Legislatura de Nova York propõe lei para estudar as criptomoedas

Legislatura de Nova York propõe lei para estudar as criptomoedas

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A legislatura de Nova York está atualmente considerando uma lei que estabeleceria uma força-tarefa para estudar a criptomoeda. Na quarta-feira, o comitê bancário votou para avançar o projeto de lei. Todos os membros presentes votaram a favor do projeto.

Se aprovada, a lei criaria um grupo de nove membros que seria obrigado a submeter um relatório ao governador e às duas casas da legislatura até dezembro de 2019. Especificamente, o grupo de trabalho estudaria o efeito da criptomoeda na receita fiscal do estado, a transparência e possíveis atividades ilegais dos mercados de moedas e o consumo de energia das operações de mineração com criptomoeda.

Este projeto parece ser a mais recente tentativa de Nova York de lidar com criptomoeda, e é paralelo à criação da Iniciativa de Integridade dos Mercados Virtuais pelo escritório da Procuradoria Geral em abril: uma investigação de apuração de fatos em que 13 plataformas de negociação de criptomoeda foram enviadas a pesquisas sobre suas práticas. Tanto as tentativas da AG quanto da legislatura para obter informações sobre o espaço de criptomoeda seguem o que é amplamente considerado como um movimento regulatório fracassado, o estabelecimento da BitLicense.Desde a sua implementação em 2015, apenas seis empresas receberam uma BitLicense (de acordo com um comunicado de imprensa de novembro de 2017). O regulamento até foi culpado por um “êxodo em massa” de empresas de criptomoedas de Nova York. Um artigo na revista Fortune listou Bitfinex, BitQuick, BTCGuild, Eobot, Mineração Genesis, GoCoin, Kraken, LocalBitcoins, Paxful e Poloniex em uma lista parcial de “empresas que fizeram as malas e saíram de Nova York” seguindo os novos requisitos.

No entanto, o pequeno número de licenças emitidas pode ter resultado de um processo lento de aprovação, em vez de as próprias regulamentações serem excessivamente rigorosas. De acordo com os últimos números oficiais disponíveis, 26 pedidos de BitLicenses foram recebidos (com pelo menos dois tendo sido negados).

Ainda assim, a lei tem enfrentado críticas e, em fevereiro, os legisladores estaduais indicaram que podem estar considerando mudanças, possivelmente antes que o grupo de trabalho conclua seu relatório em 2019. Em uma reunião de mesa-redonda, o senador de Nova York David Carlucci teria alegado “reformas para a lei poderia estar chegando muito em breve.”

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Coinbase abre escritório no Japão e nomeia ex-banqueiro como CEO

Próximo artigo

Agência de comunicações dos EUA Busca Sugestões de Políticas para Blockchain

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.