Mainframe investe em sistema de empréstimo garantido por criptomoedas

Mainframe investe em sistema de empréstimo garantido por criptomoedas

Recentemente, a empresa de blockchain Mainframe adquiriu o Sablier. O Sablier é um protocolo baseado no Ethereum para finanças em tempo real.

O Mainframe planeja integrar a tecnologia de streaming de dinheiro da Sablier em um protocolo de empréstimo de taxa fixa e criar mercados de dívida tokenizados semelhantes aos títulos digitais.

Empréstimos de criptomoedas com menor colateralização

O anúncio foi chamado de “empréstimos em criptomoedas podem criar um ciclo saudável de especulação, gastos e circulação monetária”. Contudo, ainda assim, os tomadores de empréstimos têm baixa exposição nos atuais sistemas com sobrecolateralização:

“Os empréstimos garantidos por criptomoedas geralmente exigem provisões de colateralização de 150% ou mais, e os mutuários não atualizam totalmente seu poder de compra. Mas, com os novos Grupos de Garantidores da Mainframe fornecendo proteção para cofres de garantia, as taxas de garantia podem ser muito menores sem aumentar o risco para o sistema.”

Supostamente, o sistema do Mainframe “permite que os mutuários baixem rapidamente a dívida para aumentar o poder de compra”. Os mutuários do ecossistema depositam garantias e mint tokents. Enquanto os credores compram as obrigações de dívida simbolizada — geralmente com desconto — para resgatá-las pelo valor nominal no vencimento.

Além disso, os usuários também podem atuar como garantidores no protocolo.  Como: reunindo ativos para proteger o sistema de não ter garantias e ganhar com taxas e adquirir garantias com desconto quando os mutuários não fornecem a garantia.

De acordo com o Mainframe, esse sistema deve impedir eventos como a “Quinta-feira Negra” do MakerDAO.

Doug Leonard, CEO do Mainframe, disse em entrevista:

“Pense nos mercados de dívida como a força vital de uma economia; você quer manter esse sangue bombeando e fluindo. […] As obrigações de dívida criam coágulos temporários e a sobrecolateralização restringe o fluxo monetário eficiente. O mainframe permite que credores e mutuários retirem capital de carteiras estagnadas e aumentem a circulação. Em última análise, isso leva a um espaço DeFi mais saudável.”

Veja mais: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *