Mercado Bitcoin lista Sport Token Chiliz

Mercado Bitcoin lista Sport Token Chiliz

A Chiliz (CHZ), uma das principais moedas digitais focadas em esportes, está recebendo sua primeira listagem em uma Exchange de criptomoedas brasileira. A maior plataforma de negociação de criptomoedas do Brasil, o Mercado Bitcoin, lançará em breve as negociações do Chiliz com a moeda local, o real (BRL).

Token Chiliz é o primeiro token de utilitário listado no Mercado Bitcoin

Em 13 de julho, foi anunciado oficialmente que os usuários do Mercado Bitcoin já podem fazer depósitos no Chiliz com BRL. A oferta será lançada em 14 de julho.

O token Chiliz é a sétima moeda digital suportada na exchange do Mercado Bitcoin. De acordo com dados do CoinMarketCap, a plataforma apresenta grandes criptos como Bitcoin (BTC), Ether (ETH), XRP, Bitcoin Cash (BCH), Litecoin (LTC) e stablecoin indexado ao USD. Entretanto, é oferecido pelo Mercado Bitcoin pares de negociação mono para Chiliz em relação à moeda fiduciária local. Em outras palavras, isso significa que o token Chiliz só pode ser negociado em relação ao BRL.

O CEO da Chiliz.net e parceiro do projeto Socios.com, Alexandre Dreyfus, disse em entrevista que Chiliz é o primeiro token de utilitário suportado no Mercado Bitcoin. Ao contrário das criptos tradicionais como BTC ou ETH, o token Chiliz permite que os detentores participem de grandes atividades relacionadas ao esporte, como a votação conduzida por fãs em clubes de futebol.

Chiliz no Brasil

Dreyfus destacou dizendo que a listagem marca a introdução de um novo fiat onramp para Chiliz no Brasil. Segundo o CEO, negociar com moedas locais às vezes é muito mais popular do que negociar com criptos como o BTC.

Dreyfus disse:

“Em alguns países, eles querem negociar com sua moeda.”

O executivo acrescentou que os maiores volumes em países como Coréia e Turquia estão frequentemente associados ao comércio com moedas locais como o won coreano e a lira turca.

De acordo com Dreyfus, para negociar CHZ contra outras criptos como Bitcoin e Tether (USDT), os usuários podem abordar serviços como grandes exchanges de criptomoedas, como Binance. Desde setembro de 2019, o recurso está disponível desde a CHZ listada pela Binance.

Boom na criptomoeda local no país do futebol

Aparentemente, é esperado da Chiliz, que ao introduzir o CHZ no mercado brasileiro, se beneficie de um boom de criptomoeda local, bem como do amor do país pelo futebol – o esporte mais popular no Brasil. De acordo com Dreyfus, o Brasil é o segundo maior mercado do UFC, a maior organização de artes marciais mistas do mundo.

Segundo Dreyfus, Chiliz está se preparando para divulgar suas primeiras parcerias de fã-clube no Brasil:

“O futebol no Brasil é como religião. Estamos em discussão com os clubes há 18 meses e em breve divulgaremos nossas primeiras parcerias lá. Ser listado na principal exchange brasileira permite que os fãs tenham acesso direto ao CHZ para comprar seus tokens e acesso às nossas plataformas.”

O Mercado Bitcoin é uma das exchanges mais populares do mundo, estando classificado entre as 40 principais exchanges do CoinMarketCap atualmente. Até o momento, o volume diário de negociação da exchange é de aproximadamente US$ 370.000. Segundo Dreyfus, o Mercado Bitcoin é a maior exchange de criptomoedas do Brasil e responde por 40% da participação de mercado da região.

Chiliz é conhecida como uma das plataformas de token mais populares para esportes e entretenimento, tendo lançado fichas de fãs com grandes clubes de futebol globais como FC Barcelona, ​​Juventus e Paris Saint-Germain. Em 22 de junho, o FC Barcelona vendeu US$ 1,3 milhão de seus tokens de fãs alimentados por Chiliz em menos de duas horas.

Veja mais: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário