Miami atrai mineradores de Bitcoin com energia nuclear limpa e barata

Miami atrai mineradores de Bitcoin com energia nuclear limpa e barata.

O prefeito de Miami, Francis Suarez, revelou que a cidade está buscando adotar energia nuclear barata e limpa, atraindo os mineradores de Bitcoin a migrar para a área. Suarez disse que o objetivo de promover o fornecimento ilimitado de energia nuclear de baixo custo à cidade é garantir que Miami seja capaz de competir com outras cidades. Ele acrescentou que o objetivo é tornar Miami o lar de várias empresas. 

A nova medida do prefeito de Miami veio no momento em que a China força mais mineradores a fecharem em meio a uma repressão ao Bitcoin. Embora a província de Xinjiang tenha a maior taxa de hash de mineração de Bitcoin do mundo, os reguladores chineses ordenaram o fechamento de todas as operações de mineração de criptomoedas no local. Essa é uma tendência crescente no país asiático.

Notavelmente, mais de 50 por cento dos mineradores estão sediados na China. No entanto, eles agora estão migrando para outros lugares que suportam seus negócios de mineração, especialmente onde a energia é barata. 

Miami busca energia nuclear barata para atrair mineradores de Bitcoin

Agora, Miami parece ser um local atraente para os mineradores de Bitcoin, já que o prefeito se orgulha da dependência da cidade da energia nuclear como fonte de energia limpa e barata. Ao falar em uma entrevista, Suarez disse:

O fato de termos energia nuclear significa que é uma energia barata.

De acordo com o Bureau of Labor Statistics, uma eletricidade média por quilowatt-hora custa 10,7 centavos em Miami. Isso é cerca de 2,6 centavos mais barato do que a média nacional de 13,3 centavos. Além disso, Suarez está atualmente discutindo com a Florida Power & Light Company para encontrar uma maneira de reduzir ainda mais o preço da energia em Miami. Ele revelou que a cidade entende a importância da energia barata para os mineradores de Bitcoin. 

Além disso, Suarez mencionou a infraestrutura física de Miami como um recurso que ajudará a cidade a atender às necessidades dos mineradores de Bitcoin. Ele observou que Miami é uma das poucas cidades do mundo a construir um data center, que é semelhante a um hub de mineração. No entanto, ele concordou que construir uma instalação de mineração “não é algo que acontece da noite para o dia”.

Além de Miami, Texas e Wyoming também são destinos atraentes para os mineradores de Bitcoin, pois também oferecem energia barata. 

Negócios em criptomoedas inundam Miami

No início deste mês, a exchange de criptomoedas dos EUA Blockchain.com anunciou que mudaria sua sede nos EUA para Miami. A plataforma de intercâmbio prometia criar até 300 empregos em seu novo local nos próximos 18 meses. Com a cidade promovendo cada vez mais negócios relacionados à criptomoedas, mais e mais empresas estão aceitando a oferta para mover suas empresas e negócios para Miami.

Comentando sobre o movimento do Blockchain.com para Miami, o prefeito da cidade afirmou:

Alguns duvidaram do impacto que a criptomoeda pode ter na transformação de nossa economia em uma economia voltada para a tecnologia. A eles eu diria o seguinte: Quantas empresas como a Blockchain.com estão entrando no mercado contratando centenas de pessoas nessa faixa salarial. Isso está acontecendo por causa desse movimento criptográfico.

Traduzido e adaptado de: crypto-news-flash.com

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *