Multinacional asiática oferece suporte para Bitcoin e Ethereum

O mercado asiático sempre esteve à frente quando o assunto se trata de tecnologia e novas formas de movimentar dinheiro, sendo assim, com as criptomoedas o assunto não poderia ser diferente. Capitaneados pelo Japão, um país historicamente importante e inovador na Ásia e que já tem como moeda oficial a criptomoeda Bitcoin, multinacionais que nasceram no leste do mundo já começam a popularizar as moedas digitais, caso da empresa Rakuten.

De início, a Rakuten é considerada a Amazon do Japão com pouco mais de 70 modelos de negócios diversos e serve como base de compra de mais de 1,3 bilhões de usuários, ou seja, 16% da população mundial. Assim, com esse mercado pujante com a tendência de crescer ainda mais sua área de influência, a empresa com sede em Tóquio começou a oferecer suporte para as criptomoedas Bitcoin e Ethereum, dessa maneira, uma forma de popularizar de aspecto definitivo esse mercado emergente das moedas digitais.

O sistema de trocas

Nesse viés, essa interação com Bitcoin e Ethereum tem uma fácil logística de funcionamento, ao consumir em alguma plataforma da Rakuten o usuário ganha o chamado Super Points, que seria uma espécie de pontos de fidelidade. Logo após, depois de acumulados os Super Points, o consumidor iria até a plataforma Rakuten Wallet e, assim, trocaria seus pontos por criptomoedas que renderia Bitcoin ou Ethereum aos clientes. Ademais, o valor mínimo de troca seria de 100 Super Points, após isso tudo é feito na plataforma digital ou aplicativo no celular para deixar mais fácil as ações feitas pelos clientes.

Qual a razão desta iniciativa?

De acordo com a empresa, eles pensaram em ampliar o uso de criptomoedas para dar uma experiência nova de mercado as pessoas que ainda tinham receio em utilizar as moedas digitais, pois a iniciativa atrai curiosos que eram interessados no assunto, porém ainda não tinham coragem para comprar ações e investir de fato. Dessa forma, com a facilidade que a multinacional oferece, esses usuários terão acesso a esse investimento apenas trocando os Super Points, que são gerados automaticamente pelas compras realizadas na Rakuten e não geram dores de cabeça e nem surpresas.

Outrossim, a multinacional divulgou que com essa ação pretende deixar mais atrativo o programa de filiação a empresa e para ficar mais tentador para a troca dos Super Points para criptomoedas não terá nenhuma taxa a ser paga, caso comum em transações financeiras.  Contudo, vai ter limites para essa conversão, tanto por transação quanto por mês, de acordo com o perfil do cliente, mas é preciso pensar que com essa inovação da Rakuten, melhora o mercado econômico e abre precedentes para que outras multinacionais se inspirem.

Qual a importância dessa atitude?

As criptomoedas ganham uma visibilidade enorme e uma ótima adoção com o apoio da Amazon do Japão, que coloca elas em exposição aos consumidores de uma forma global e, assim, com essa tecnologia simples em compras virtuais a ação terá muita valia para que um mercado consumidor emergente conheça mais sobre o tema e se interessem em investir pelas criptomoedas Bitcoin e Ethereum.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário