Novo plano contra ransomware permite apreensão de criptomoedas

Novo plano contra ransomware permite apreensão de criptomoedas

Os legisladores australianos estão assumindo uma postura mais dura contra ransomwares com um novo plano que aumenta as penas para os infratores.

As novas medidas e a Emenda da Legislação de Vigilância proposta, anunciadas pelo governo federal, vêm após um aumento de 60% nos ataques cibernéticos a empresas e agências estaduais australianas no ano passado. Segundo relatos, essas incursões custaram à economia AU$1,4 bilhão (cerca de US$1 bilhão de dólares).

O Plano de Ação de Ransomware daria às autoridades o poder de apreender ou congelar transações financeiras em criptomoedas associadas ao crime cibernético, independentemente do país de origem.

O governo pretende modernizar a legislação atual para tornar mais fácil para as autoridades tentarem recuperar fundos criptográficos roubados por cibercriminosos.

A ministra do Interior, Karen Andrews, disse que as novas medidas foram elaboradas para impedir que hackers internacionais visem empresas australianas. Ela disse:

“Nossas novas leis duras terão como alvo essa criminalidade online e atingir os cibercriminosos onde dói mais – seus saldos bancários.”

Lidar com dados roubados e comprar e vender malware usado em ataques de ransomware também será criminalizado.

Uma força-tarefa de várias agências chamada ‘Operação Orcus’ foi criada em julho para combater ataques de ransomware. A maioria dos ataques teve origem na Rússia com a implantação de malware como REvil ou DarkSide, que rouba dados antes de exigir um resgate em criptomoedas.

Houve vários ataques de ransomware recentes contra alvos australianos, incluindo Uniting Care Queensland, cervejaria Lion, Nine Entertainment, NSW Labour Party, Toll Holdings e BlueScope Steel. O ataque à processadora de carnes JBS em maio a forçou a fechar seus 47 sites na Austrália.

Os legisladores dos Estados Unidos também estão intensificando os esforços para combater o ransomware. No início deste mês, a senadora anti-criptomoedas, Elizabeth Warren, apresentou o Ransom Disclosure Act, que teve como objetivo reunir dados sobre o papel das criptomoedas em ataques de ransomware.

Recentemente, a empresa de análise de blockchain, Chainalysis, comprou a empresa de investigação de crimes cibernéticos, Excygent, para reforçar seu arsenal na guerra em andamento contra o ransomware.

Veja mais em: Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.