O Bitcoin Cash está caminhando para a morte?

Bitcoin Cash está morrendo

O mercado de criptomoedas já viu vários projetos fracassarem, e o Bitcoin Cash parece estar indo na mesma direção. A morte de uma criptomoeda é geralmente lenta e dolorosa, até que, por fim, a moeda desapareçe por completo do mercado.

Um dos principais indicativos de que uma altcoin está morrendo é sua baixa atividade na rede. Quanto menos atividade na rede da moeda virtual, menos interesse os investidores tem nela, o que inevitavelmente acarreta em sua morte.

Para verificar se uma altcoin está em desuso, basta checar sua mineração. Um incremento contínuo no número de blocos da moeda indica uma alta atividade. Porém, uma baixa mineração indica a falta de interesse expressa pelos investidores no criptoativo.

O Bitcoin Cash, uma das mais famosas criptomoedas, pode estar apresentando os sintomas de um baixo interesse. No caso, uma anormalidade em sua mineração pode ser o inicio do fim para ela.

Bitcoin Cash e sua mineração anormal

O Bitcoin Cash, uma das criptomoedas mais conhecidas do mercado, apresentou alguns problemas em sua mineração. De fato, um bloco da rede apresentou uma baixíssima quantidade de dados. No entanto, só existem duas respostas para isso: ou houve um problema na mineradora ou não está tendo transação com a moeda.

As duas alternativas estão sendo largamente comentadas por toda a comunidade. Porém, devemos ter em mente que a morte dessa cripto pode estar muito longe ainda – ou literalmente nunca ocorrer. Assim um mau funcionamento na rede durante a mineração pode ter causado o problema.

Alguns alertas no Twitter mostraram que o último bloco minerado do Bitcoin Cash continha apenas 2,3 Mb de dados. No entanto, um bloco completo contém 32 Mb. Além disso, mais de cinco horas se passaram sem nenhum bloco ter sido minerado na rede.

Realmente levar mais de cinco horas para menos de 10% da capacidade do bloco é um evento anormal para essa cripto. Suas transações são na casa de 50 mil por dia confirmadas pela mineração em blocos. Além disso, não foi só o Bitcoin Cash que teve problemas com a rede: o Bitcoin também sofreu atrasos.

Atrasos nas transações do Bitcoin

Depois do susto do bloco defeituoso do Bitcoin Cash, todas as transações seguiram sendo confirmadas corretamente. Ao todo, foram cerca de 8.600 transações subsequentes ao travamento. Elas já estavam na fila aguardando confirmação.

As transações foram normalizadas e tudo voltou à devida ordem que todos gostam. Porém, um fato curioso foi que o Bitcoin também apresentou um problema em suas transações. Houve atraso na hora de confirmar transações em um bloco de dados, mas não passou de uma hora.

A tecnologia às vezes falha na execução de tarefas. Quando temos uma movimentação gigantesca, que é o caso das criptos, há muito mais brechas para bugs no sistema que sustenta a blockchain.

Para entender melhor isso, devemos lembrar que a rede da criptomoeda depende de vários fatores físicos e computacionais. Dessa forma, alguma alteração no ambiente que sustenta esse sistema pode causar anomalias como as apresentadas aqui. Certamente não foi nada demais, mas sim um evento anormal que pode acontecer às vezes.

Fonte: Twitter

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *