O fim das Antminer S9? Gigante japonesa apresenta nova ASIC com poder de 24TH/s

O gigante do setor de tecnologia do Japão, GMO Internet, revelou preços e especificações para sua nova ASIC – a primeira do mundo baseada em um chip de 7 nm.

Em uma coletiva de imprensa, a empresa informou na terça-feira que seu ASIC de 7 nm (circuito integrado específico para aplicações) que irá alimentar o novo minerador B2 foi projetado no Japão, mas fabricado em Taiwan.A chegada de um chip de 7nm é notável, uma vez que introduz mais potência de hashing para os mineradores de bitcoin, enquanto, ao mesmo tempo, reduz teoricamente o consumo de energia, um fator importante para as mineradoras em busca de retorno sobre seu investimento.

De acordo com um repórter da Bloomberg que twittou do evento, o B2 fornecerá uma taxa de hash de 24TH/s, com consumo de energia de 1.950W por unidade – que decompõe em 81W por 1 TH/s.

Em comparação, o atual líder de mercado – o Bitmin’s Antminer S9 – oferece 14TH/s com um consumo de energia de cerca de 1.300W.

O B2 pode oferecer poder de liderança no mercado, se os números do GMO se mostrarem precisos. Elas terá um preço de US$ 1.999, o que é razuável para a capacidade da máquina.

Como se houvesse alguma dúvida de que a GMO planeja derrubar Bitmain de seu pedestal, o CEO da empresa, Masatoshi Kumagai, afirmou:

“Eu respeito o Bitmain, mas vamos superá-los”

A B2 foi revelado em 24 de maio, com a GMP dizendo que as pré-encomendas começarão em 6 de junho e os embarques a seguir em outubro.

O lançamento vem após um período de testes de meses desde que a empresa revelou inicialmente que estava pesquisando e desenvolvendo o novo processador de mineração em setembro de 2017.

Deixe um comentário