OpenAI pretende parceria com CNN, Fox e Time

OpenAI pretende parceria com CNN, Fox e Time

O desenvolvedor de inteligência artificial (IA) OpenAI está em negociações com novas grandes corporações CNN, Fox Corp. e Time para licenciar seu conteúdo de notícias, de acordo com um relatório da Bloomberg.

A OpenAI está supostamente buscando fazer acordos com gigantes da mídia que produzem notícias, vídeos e outros tipos de conteúdo de mídia digital para ajudar a tornar seus chatbots de IA mais precisos e atualizados.

Por exemplo, a OpenAI disse que está discutindo o licenciamento de artigos da CNN para treinar o ChatGPT e apresentar seu conteúdo em produtos OpenAI. Tanto a CNN quanto a Fox estão discutindo o licenciamento de textos, vídeos e imagens.

Recentemente, a Fox Corp anunciou o lançamento de uma plataforma blockchain baseada em Polygon para ajudar a verificar o uso de seu conteúdo pelas empresas de IA.

Jessica Sibley, CEO da Time, divulgou um comunicado dizendo que está em discussões com a OpenAI e que está otimista em chegar a um acordo que reflita o valor justo do conteúdo.

No momento, o chatbot de IA gratuito e disponível ao público da OpenAI, ChatGPT-3.5, só estava equipado com dados de treinamento até janeiro de 2022.

(ChatGPT 3.5 respondendo à pergunta sobre a relevância dos dados de treinamento.)

No entanto, em setembro de 2023, a OpenAI anunciou que seus modelos premium e empresariais executando ChatGPT-4 agora podem navegar na Internet e não estão mais limitados ao cronograma de treinamento.

A iniciativa da OpenAI de criar acordos de licenciamento com empresas de mídia deve essencialmente salvá-la de dores de cabeça no futuro relacionadas a violações de direitos autorais.

Isso ocorre no momento em que a OpenAI enfrenta vários processos judiciais relacionados a supostas violações de direitos autorais de conteúdo usado para treinar seus modelos de IA.

A ação mais significativa é a movida pelo The New York Times em dezembro, alegando que o uso de seu conteúdo pela empresa criadora do ChatGPT em treinamento não é um uso justo em qualquer medida e que o resultado desse uso ameaça seu trabalho jornalístico.

Uma semana depois, outro processo foi aberto contra a OpenAI pelos autores Nicholas Basbanes e Nicholas Gage, que argumentaram que os proprietários dos direitos autorais deveriam ser compensados pelo uso de seu trabalho no treinamento de IA.

Recentemente, a OpenAI respondeu oficialmente às alegações do NYT, chamando-as de “sem mérito” e afirmando que conversa com organizações de mídia sobre colaborações e parcerias para licenciamento de conteúdo e integração de IA.

Veja mais em: Inteligência Artificial (IA) | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp