Pensando em minerar Bitcoin? Dicas para iniciantes de um minerador experiente

Minerar bitcoin tem rendido algum dinheiro para muita gente, contudo, nem todo mundo sabe por onde começar. São muitos os desafios e certamente muita gente fica completamente perdidas com tantas coisas que têm que aprender. É por isso que resolvemos ajudar traduzindo um pequeno relato de um minerador que, assim como você, teve dificuldades no inicio mas que hoje possui uma vasta experiência para ser compartilhada. Boa leitura!

Um dos maiores problemas que tive quando comecei a minerar o Bitcoin para investimento e lucro foi que a maioria dos tutoriais foram escritos para os usuários avançados. Eu não sou um programador profissional, não tenho experiência com o Ubuntu, Linux e experiência mínima com Mac. Então, isso não é para o indivíduo ou grupo que quer começar da maneira mais fácil.

1 – Equipamentos

A Mineração de Bitcoin é um nicho muito competitivo para entrar. À medida que mais e mais mineradores se juntam com o hardware de mineração mais recente, a dificuldade aumenta a cada dia. Antes mesmo de começar com a mineração, você precisa fazer sua devida diligência. Isso significa que você precisa descobrir se a mineração de Bitcoin é lucrativa para você.

A melhor maneira de fazer isso é através do uso de uma calculadora de mineração de Bitcoin . Basta digitar os dados da máquina que você está pensando em utilizar e ver quanto tempo levará para obter lucro. No entanto, posso dizer que, se você não tiver algumas centenas de dólares para gastar, provavelmente não conseguirá minerar nenhum Bitcoin.

Depois de concluir seus cálculos, é hora de comprar os maqunários. Hoje, a Antminer S9 é o maquina mais poderosa para a mineração de Bitcoin. Você pode comprar ela em diferentes lugares por diferentes valores, contudo, o lugar com o preço mais atrativo é no próprio site da fabricante, que você pode acessar clicando aqui.NOTA: Lembre-se de calcular todos as taxas e fretes cobrados para o envio ao Brasil, além disso, é cobrado também uma taxa de importação de produto que pode custar até 60% do valor da máquina.

Como uma nota secundária, é importante afirmar que no passado era possível minerar Bitcoins com seu computador ou com uma placa gráfica (também conhecida como GPU . Hoje, no entanto, o nicho de mineração tornou-se tão competitivo que você precisará usar um chip que foi fabricado com o único propósito de minerar Bitcoins, como a Antminer S9 mencionada acima.

2 – Adquira uma carteira Bitcoin

A primeira coisa que você precisa fazer é obter uma Bitcoin Wallet. Como o Bitcoin é uma moeda baseada na Internet, você precisa de um lugar para manter seus Bitcoins. Depois de ter uma carteira, certifique-se de obter o endereço da sua carteira. Será uma longa sequência de letras e números. Cada carteira tem uma maneira diferente de obter o endereço público do Bitcoin, mas a maioria das carteiras é bastante direta.

As opções são vastas, você pode optar por uma carteira online, programa para computador, hardware ou um aplicativo para celular.

Se você estiver usando uma carteira hospedada por você (ou seja, você fez o download de um programa para seu computador e não está usando um serviço baseado na Internet), há uma etapa adicional muito importante. Verifique se você tem uma cópia do arquivo wallet.dat em algum pendrive e imprima uma cópia e guarde-a em um local seguro. Você pode ver vários tutoriais na internet de como fazer isso, como também, saber qual o tipo de carteira utilizar, de acordo com o nível de segurança que deseja ter. A razão é que, se o seu HD do seu computador quebrar ou simplesmente parar de funcionar por qualquer motivo e você não tiver uma cópia do seu arquivo wallet.dat, você perderá todos os seus Bitcoins. Isso porque você não terá como recuperar sua conta, mesmo que tenha a senha de acesso.

3 – Encontre um pool de mineração

Agora você tem uma carteira que está esperando seus ganhos, mas se você realmente quiser “fazer” Bitcoin, provavelmente precisará juntar-se a uma pool de mineração. Uma pool de mineração é um grupo de mineradores de Bitcoin que combina seu poder de computação para criar mais Bitcoins. A razão pela qual você não deve minerar sozinho é que os Bitcoins são concedidos em blocos, normalmente 12,5 de uma vez, e a menos que você tenha muita sorte, você não receberá nenhuma dessas moedas.

Em um pool, você recebe algoritmos menores e mais fáceis de resolver, e todo o seu trabalho combinado o tornará mais propenso a resolver o algoritmo maior e ganhar Bitcoins espalhados pelo pool com base na sua contribuição. Basicamente, você fará uma quantidade mais consistente de Bitcoins e terá mais chances de receber um bom retorno do seu investimento.

Ao escolher o pool de mineração para participar, você precisará fazer várias perguntas:

  • Qual é o método de recompensa? – Proporcional / Pagar por ação / Pontuação baseada
  • Qual a taxa cobrada pela mineração e retirada de fundos?
  • Com que frequência eles encontram um bloco, ou seja, com que frequência eu sou recompensado?
  • É fácil retirar os fundos?
  • Que tipo de estatísticas eles fornecem?
  • Quão estável é a pool?

Existe uma infinidade de tutorias na internet que tiram todas essas dúvidas e muitas outras que irão surgir, contudo, essas sãos as inicias que você deve procurar por respostas.

Ao minerar para Bitcoins. Depois de se inscrever em um pool, você receberá um nome de usuário e uma senha para ter acesso a pool específica que você escolheu.

Depois de configurar sua conta, você precisará adicionar um “Trabalhador”. Basicamente, para cada máquina que você está executando, você precisará ter um ID de trabalhador para que o grupo possa acompanhar suas contribuições.

4 – Obtenha um programa de mineração para o seu computador

Agora que você tem o básico feito, estamos quase prontos para iniciar a mineração em si. Você precisará de um cliente de mineração para ser executado em seu computador para poder controlar e monitorar sua plataforma de mineração. Dependendo de qual plataforma de mineração você usa, será necessário encontrar o software correto.

A lista de programas utilizadas pela comunidade é muito abrangente e as configurações muitas vezes mudam de programa para programa, além disso, como dito antes, as vezes é necessário um programa específico para o tipo de máquina que você está utilizando, como também programas específicos para a moeda que pretende minerar.

Por ser um tema que gera diversas dúvidas dos usuários, não é difícil encontrar vídeos, até em português, de pessoas testando e colocando a prova os diferentes tipos de programas que existem na internet. Muitos recomendam, por sua facilidade de uso e praticidade, o SimpleMining, ele é muito simples de ser utilizado e apesar de ser um pouco amedrontador de inicio, as pessoas percebem com o passar do tempo que ele é na verdade um programa muito fácil de ser configurado e manuseado.

5 – Iniciar mineração

OK, esperamos que agora tudo esteja pronto. Conecte seu equipamento a uma tomada elétrica e ligue-o. Certifique-se de conectá-lo também ao seu computador (geralmente via cabo de Rede) e abra seu software de mineração. A primeira coisa que você precisa fazer é inserir seu pool de mineração, nome de usuário e senha.

Depois que isso estiver configurado, basicamente você começará a minerar os Bitcoins. Você vai realmente começar a compartilhar coleções que representam sua parte do trabalho em encontrar o próximo bloco. De acordo com a pool que você escolheu, você será pago pela sua cota de moedas – apenas certifique-se de inserir seu endereço nos campos obrigatórios ao se inscrever na pool.

Todo o processo de cadastro em uma pool é bem simples, mas se precisar de ajuda, lembro que existe diversos vídeos debatendo quais as melhores pools, como também como se inscrever em cada uma delas.

Espero ter ajudado você a inicia sua jornada na mineração, não é um caminho fácil, mas com um tempo, tenho certeza que você verá o sol brilhar mais forte. Boa sorte!

Deixe um comentário