Polícia do Japão prende 12 pessoas em fraude de Bitcoin

De acordo com a vítima, os infratores se ofereceram para comprar bitcoins por um preço superior ao do mercado. No momento da compra as criptomoedas vendidas valiam algo em torno de US$ 1,76 milhões, contudo, os golpistas ofereceram um total de US$ 1,86 milhões em dinheiro, gerando lucro de US$ 93 mil para o vendedor.

Mas, o empresário que foi a vítima não aproveitou muito o seu grande negócio, pois logo depois descobriu que o dinheiro usado na negociação era falsificado. Segundo o vendedor, a oferta de Kenta Higashi, um empregado da indústria de frutas e vegetais acusado pelo o esquema, era boa demais para ser recusada. Além de Higashi, outras 11 pessoas estariam envolvidas no golpe.De acordo com a investigação policial, o grupo suspeito de doze pessoas apresentou US$ 1,86 milhões em espécie a um agente da vítima, em um hotel em Tóquio. Quando o agente recebeu o dinheiro, ele imediatamente transferiu o bitcoin para a conta dos fraudadores através de uma exchange de criptomoedas na segunda maior cidade do Japão, Yokohama.

A polícia afirmou que o bitcoin transferido já foi retirado pelos supostos fraudadores,

Para negociar no mercado OTC precisa-se de muita cautela

“Over the Counter” ou mercado de balcão, são negociações sempre arriscadas, principalmente quando se trata de criptomoedas. Desde 2017, o mercado de criptomoedas está crescendo, razão pela qual muitos infratores encontram novas técnicas para roubar dinheiro de investidores de moedas digitais. Todas as 12 pessoas presas estão se declarando inocentes; de acordo com Sankei, os primeiros sete homens foram presos em 10 de abril.

O recente caso de apropriação indébita ecoa uma situação semelhante em 2017, em que quatro criminosos ameaçaram um executivo de uma empresa com uma faca para distribuir bitcoins que o mesmo possuía. O incidente também ocorreu em um hotel em Akasaka, um bairro residencial de Tóquio. No entanto, a vítima conseguiu escapar em segurança e com os bitcoins.

De acordo com as estatísticas divulgadas recentemente pela Agência Nacional de Polícia (NPA), para o ano de 2017, esquemas que envolvem criptomoedas atingiu US$ 6,2 milhões. Com base nessas estatísticas, os reguladores japoneses aumentaram o controle sobre as empresas de moedas digitais.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário