Prefeito de Loudi promove blockchain para combater crime

Prefeito de Loudi promove blockchain para combater crime

O prefeito de Loudi, uma cidade na província chinesa de Hunan (China), indicou a tecnologia blockchain como uma “armcra” poderosa que pode combater o crime de forma eficaz.

Em 10 de agosto, em uma reunião do Departamento Municipal de Segurança Pública de Loudi, o prefeito Yang Yiwen comentou sobre o relatório que cita o progresso de um projeto de blockchain experimental; o qual está sendo conduzido pelo Bureau e uma empresa de tecnologia local.

O projeto em questão, combina a tecnologia blockchain com computação multipartidária e big data. Portanto, o objetivo é melhorar a troca confiável de dados e rastreabilidade de informações em uma rede colaborativa. Então, essa rede reunirá operadoras de redes de telecomunicações, bancos e dados públicos de diversas secretarias municipais, como água e luz.

Além disso, na reunião, funcionários do Departamento Municipal de Segurança Pública relataram o andamento do julgamento. O julgamento tem como foco o potencial do sistema movido a blockchain para reprimir atividades ilícitas.

Hunan Chain City Digital Technology Co. Ltd., empresa de tecnologia, relatou o conceito de design do projeto e questões relacionadas; e também forneceu uma demonstração do sistema em protótipo.

Então, em resposta, Yang Yiwen disse que a tecnologia blockchain, junto com o big data, pode ser usada como uma arma para combater o crime de forma eficaz. Assim, o Blockchain, junto com o big data, pode aumentar a precisão, profundidade e amplitude das investigações coordenadas, de acordo com Yang Yiwen.

Além disso, foi prometido pelo prefeito, buscar ativamente mais apoio para o projeto na província e se esforçar para fazer da cidade de Loudi a primeira do país a usar o blockchain como tecnologia de combate ao crime.

Expansão do blockchain da China

Conforme relatado anteriormente, a indústria de blockchain na China teve um crescimento significativo em 2020, ainda que tenham passado pela pandemia de COVID-19.

Entretanto, novas estatísticas indicam que existem 84.410 empresas de blockchain registradas, das quais 29.340 estão em operação. Atualmente, a província de Guangdong no sudeste da China tem o maior número de startups de blockchain, com a província de Yunnan no sudoeste vindo em segundo lugar.

O ambicioso projeto nacional da China, a Rede de Serviços baseada em Blockchain, acaba de lançar um novo site em inglês que busca atrair desenvolvedores internacionais.

Veja mais: Blockchain | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.