Prefeitos de Nova York e Miami brigam no Twitter sobre quem é o maior defensor de criptomoedas

Nova York

O recém-eleito prefeito da cidade de Nova York, Eric Adams, reiterou sua promessa de tornar a cidade um centro criptográfico, aceitando seus primeiros três cheques de pagamento inteiramente em Bitcoin (BTC).

Em uma resposta ano Twitter a Francis Suarez – reeleito para outro mandato – Adams disse que igualaria a promessa do prefeito de Miami de aceitar seu próximo pagamento em Bitcoin, além dos dois pagamentos seguintes. Supondo que Adams aceite um salário-base de $258.750, seus salários mensais seriam de aproximadamente $21.562 cada, um total de 1,05 BTC a um preço de $61.268.

A brincadeira de mídia social do novo prefeito de Nova York ocorre menos de dois dias depois de vencer a eleição municipal com 72,8% dos votos. Ele deve assumir o cargo em 1º de janeiro, então sempre há a possibilidade de que o preço do BTC possa mudar significativamente antes que Adams seja empossado. O crypto ativo experimentou uma volatilidade significativa neste mês, subindo mais de 10% de menos de $50.000 no início de outubro para $61.268.

Tanto Adams quanto Suarez, como candidatos políticos e servidores públicos, têm defendido que suas cidades se tornem centros criptográficos nos Estados Unidos. O prefeito eleito disse que planeja fazer da cidade de Nova York “o centro dos Bitcoins” se vencer a disputa, enquanto Suarez fala sobre suas intenções de fazer de Miami a cidade com “as leis de criptomoedas mais progressistas” dos Estados Unidos.

A resposta de Suarez ao desafio do cheque de pagamento de Adams sugere que o prefeito de Miami vê sua corrida para adotar o Bitcoin como tudo menos hostil. No entanto, Adams provavelmente receberia significativamente mais BTC de seus contracheques, dado seu salário anual de $258.750 contra os estimados em $97.000 de Suarez. Suarez disse:

“Parabéns pela eleição. Estou ansioso para a competição amigável para transformar nossas respectivas cidades em uma capital criptográfica.”

Tanto a cidade de Nova York quanto Miami têm sido frequentemente o foco de muitos no espaço criptográfico devido a políticas e eventos que definem precedentes. Em junho, o presidente Nayib Bukele anunciou seus planos de fazer curso legal do BTC em El Salvador na conferência Bitcoin 2021 em Miami. Além disso, o escritório do Procurador-Geral de Nova York foi responsável por muitos casos de execução contra empresas de criptomoedas, incluindo Coinseed, Bitfinex e Tether.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.