Protótipo do Blockchain no Congresso Americano

Protótipo do Blockchain no Congresso Americano

O Government Accountability Office (GAO), instituição de auditoria suprema dos EUA, divulgou duas posições de emprego em seu Laboratório de Inovação relativos à criação de aplicativos protótipos para tecnologia blockchain em março.

Chuck Young, diretor administrativo de assuntos públicos do GAO, se manifestou sobre o possível interesse da agência em tecnologias de contabilidade.

A função majoritária da aplicação do GAO, de acordo com Young, será como “um livro financeiro digital”. Indicando assim, que o auditor principal idealiza utilizar o blockchain para mover valor.

O GAO identificou ainda que a “logística da cadeia de suprimentos e gerenciamento de contratos” como “aplicativos potencialmente úteis de tecnologias de contabilidade distribuída”. Os processos governamentais fundamentais podem ser realmente aperfeiçoados através da admissão de contratos inteligentes.

“Como principal participante da comunidade de supervisão do governo federal, estamos muito interessados em explorar os principais recursos das tecnologias blockchain que aprimoram a transparência e a segurança”.

O projeto será utilizado como um caminho para reforçar seus processos de auditoria para transações de blockchain pela agência, com Young declarando: “O GAO precisará tomar medidas para entender melhor como ele pode auditar tecnologias de blockchain quando solicitado pelo Congresso.”

Protótipo do Blockchain no Congresso Americano

Abrangendo as Agências Federais

Young disse que, antes de o blockchain ser aplicado a qualquer aplicativo, “o GAO conduzirá o trabalho de descoberta inicial” na Tecnologia de Registro Distribuído (DLT).

O watchdog do congresso irá analisar o estado atual das tecnologias blockchain, o processo de seu desenvolvimento e os recursos computacionais imprescindíveis para facilitar a inserção escalável de sistemas baseados em DLT.

Young observa ainda que o GAO será responsável por se envolver com outras agências federais que criaram protótipos de aplicativos, com intuito de aprender com as lições tiradas em seus testes.

Ainda que a análise do GAO em blockchain aconteça dentro do contexto do Laboratório de Inovação de sua equipe de Avaliação de Tecnologia e Análise (STAA) – criada em janeiro de 2019, a agência exerceu um trabalho de auditoria referente a DLT desde 2013.

Young tem a esperança futura de que o “trabalho de supervisão do GAO em torno das tecnologias blockchain” continue a expandir.

Ele ainda diz que “O GAO avaliará planos futuros para tecnologias do setor assim que concluirmos nossos esforços iniciais de prototipagem”.

Veja mais em: Blockchain

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário