Provedora de serviços bancários da América Latina agora processa pagamentos transfronteiriços usando Bitcoin

A Bantotal, uma importante provedora de serviços bancários da América Latina que trabalha com 60 bancos em 14 países, fez uma parceria com a Bitex para realizar pagamentos internacionais usando blockchain da bitcoin, de acordo com relatórios.

“A integração do Bitex ao programa Bantotal representa um grande passo no avanço da tecnologia blockchain no setor bancário”, disse o diretor de marketing da Bitex, Manuel Beaudroit.

Um porta-voz da Bantotal disse que o serviço é usado por cerca de 20 milhões de pessoas. Bantotal é sediado no Uruguai.

“O Bantotal é um dos maiores provedores bancários da América Latina e é um grande participante não apenas na América Latina, mas também no Pacífico”, disse Sebastián Olivera, fundador da Câmara FinTech uruguaia. “Para mim, a Bitex oferece uma ótima solução para pagamentos, e eles serão impulsionados pela estrutura e pelo nome da Bantotal.”

Provedora de serviços bancários da América Latina faz parceria e agora processa pagamentos transfronteiriços usando Bitcoin
Provedora de serviços bancários da América Latina faz parceria e agora processa pagamentos transfronteiriços usando Bitcoin.

Agora, os clientes da Bantotal terão acesso a toda a gama de serviços da Bitex

“Com essa tecnologia, os bancos podem ter acesso a uma API e ter controle de todo o processo de pagamento [transfronteiriço] com visibilidade e confiabilidade na blockchain da bitcoin”, disse Beaudroit, acrescentando que acredita ser um “salto quântico” para a frente Bancos da América Latina. Ele também disse que as transferências de dinheiro serão mais rápidas e cinco vezes mais baratas do que as transferências internacionais tradicionais.

Por exemplo, um tempo de pagamento entre a Argentina e o Paraguai passou de um mês a uma hora após a mudança.

“Acreditamos que este anúncio valida ainda mais o valor que as instituições financeiras estão reconhecendo em ativos digitais e tecnologia de contabilidade distribuída para a execução de atividades bancárias básicas, como pagamentos internacionais“, disse Lisa Nestor, diretora de parcerias da Stellar Development Foundation. “Também não é coincidência que essas parcerias de produtos estejam sendo lançadas no mercado [latino-americano], onde pagamentos transnacionais, mesmo em países vizinhos, podem ser lentos e caros”.

O Bitex atua como um intermediário entre os bancos regionais e nacionais e converte o dinheiro real em bitcoin e depois de volta, em vez de passar por vários estágios de transferências de moeda em dinheiro real.

“Se eu quiser fazer um pagamento da Argentina para o Chile, não preciso comprar dólares com os pesos argentinos, depois transferir os dólares para os EUA, depois transferir os dólares para o Chile e trocá-los por pesos chilenos”, disse Beaudroit. “Eu posso apenas enviar um pagamento da Argentina para o Chile diretamente [usando bitcoin]”.

Traduzido e adaptado de: pymnts.com

Deixe um comentário