Sanções dos EUA contra hackers russos atingiram Monero

Novas sanções dos EUA contra hackers russos atingiram carteira Monero

De acordo com as adições de quarta-feira à sua lista de indivíduos sancionados, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos tem como alvo os endereços do Monero (XMR).

Os cidadãos russos Dmitriy Karasavidi e Danil Potekhin se tornaram os nomes mais recentes na lista de nacionais especialmente designados. De acordo com o anúncio do Tesouro sobre o assunto, os dois planejaram uma elaborada campanha em 2017 e 2018, de phishing visando cidadãos dos EUA.

Ambas as partes tinham vários endereços de criptomoeda, incluindo Bitcoin (BTC) e Ether (ETH), bem como Zcash (ZEC) e Litecoin (LTC). Surpreendentemente, as informações de Karasavidi incluem um endereço Monero: 5be5543ff73456ab9f2d207887e2af87322c651ea1a873c5b25b7ffae456c320.

Ainda que o Tesouro esteja atualizando suas capacidades de criptografia, incluindo na semana passada as carteiras criptográficas de vários cidadãos russos supostamente envolvidos em interferência eleitoral e campanhas de desinformação patrocinadas pelo governo, esta é a primeira vez que as sanções apontam um endereço XMR.

A investigação é o resultado de uma colaboração já conhecida entre o Tesouro, o Departamento de Segurança Interna e o Departamento de Justiça. Uma queixa criminal foi aberta acusando os supostos hackers. O Secretário do Tesouro Steven Mnuchin disse:

“O Departamento do Tesouro continuará a usar nossas autoridades para atingir os cibercriminosos e permanece comprometido com o uso seguro e protegido de tecnologias emergentes no setor financeiro.”

As empresas de análise de criptomoedas que têm contratos com o governo dos EUA, como a Ciphertrace, têm se ocupado com o desenvolvimento de ferramentas de rastreamento Monero. O Internal Revenue Service anunciou uma recompensa para quem conseguir “quebrar” o token infame não rastreável.

O Tesouro poderá realmente rastrear as transações daquela carteira?

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *