US$ 1 bilhão em Bitcoin (BTC) acabou de sair da carteira do Silk Road

US$ 1 bilhão em Bitcoin (BTC) acabou de sair da carteira do Silk Road

De acordo com informações recentes , um usuário desconhecido transferiu recentemente US$ 1 bilhão em Bitcoins de um endereço de carteira de criptomoedas associado ao mercado da dark web, o Silk Road. Os fundos estavam trancados há muito tempo, com nenhuma atividade entre 2015 e agora.

A história da Silk Road

O Silk Road, o mercado da dark web, foi um dos maiores primeiros mercados do mundo a aceitar pagamentos em Bitcoin. Pelo preço certo, qualquer um podia comprar qualquer mercadoria ilícita ou pagar por serviços ilícitos e, devido ao seu suposto anonimato naquela época, eles estavam entre os primeiros a adotar o Bitcoin.

É claro que, como tudo era completamente ilegal, as autoridades tinham um grande incentivo para reprimi-lo e foi o que fizeram. O Silk Road foi fechado em 2013, e seu criador, Ross Ulbricht, foi preso, considerado culpado de vários crimes – como pirataria, conspiração para tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e muito mais – e atualmente cumpre duas sentenças de prisão perpétua.

Os fundos atrelados ao mercado estavam em uma carteira que circula entre hackers há mais de dois anos após a repressão. No entanto, a atividade acabou sendo interrompida, e a última transação registrada ocorreu em abril de 2015.

A carteira do Silk Road passa a ter novas atividades após cinco anos

Por muito tempo, todos acreditaram que a história da Silk Road acabou. Então, sem qualquer aviso, a carteira começou a ver novas atividades recentemente, quando alguém começou a mover Bitcoins.

O usuário desconhecido primeiro moveu 1 BTC, provavelmente para testar a rede. Depois disso, eles começaram a mover o resto das moedas.

De acordo com a Ciphertrace, as transações provavelmente foram feitas para ‘ficar em dia com a rede Bitcoin’. Em outras palavras, o crypto user pretendia alternar entre os formatos de endereço.

Outra possibilidade, que o Ciphertrace não descartou, é que alguém simplesmente tenha hackeado a carteira. Afinal, houve um usuário do Twitter que afirmou ter o arquivo wallet.dat em setembro. O usuário discutiu a possibilidade de obter acesso às moedas do Silk Road com a comunidade, chegando a sugerir o uso de um computador quântico para arrombá-las.

Não se sabe se este é o mesmo usuário ou não, mas seja qual for o caso – as moedas do Silk Road estão agora mais uma vez em movimento.

Traduzido e adaptado de: invezz.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário