Suposta inadimplência de Evergrande fizeram com que Bitcoin caísse?

Suposta inadimplência de Evergrande fizeram com que Bitcoin caísse

Notícias conflitantes sobre se a gigante imobiliária chinesa, Evergrande, havia descumprido seus pagamentos de empréstimos vencidos surgiram pouco antes da recente queda de preços do Bitcoin (BTC).

Evergrande Group é a segunda maior incorporadora imobiliária da China e tem dívidas de cerca de US$300 bilhões. Há temores de que seu colapso possa desencadear uma crise financeira mais ampla.

Dois minutos após o vencimento do pagamento de Evergrande, o Deutsche Markt Screening Agentur emitiu um anúncio, declarando que estava preparando um processo de falência contra Evergrande.

Duas horas depois, por volta das 18h UTC, o Bitcoin começou seu recuo de horas para $62.800.

O meio de comunicação Morning Brew, relatou cerca de 45 minutos depois que a Evergrande havia perdido o pagamento de sua dívida pendente, que venceu às 16h UTC, e inadimplente. Outros 45 minutos se passaram antes que a Bloomberg publicasse uma história dizendo que não.

Os preços estabilizaram em torno de $64.500 várias horas após a queda inicial. Isso foi na mesma época que a repórter da Bloomberg Allison McNeely tuitou:

“Ao contrário do que você pode ter ouvido ~na internet~ Evergrande não inadimpliu hoje.”

William Fong, trader sênior da plataforma australiana de investimento em cripto-ativos, Zerocap, disse:

“Evergrande não oficialmente deixou de cumprir nenhuma de suas obrigações de dívida offshore no mercado internacional de títulos em dólares americanos. Resumindo, $148 milhões não é nada em comparação com a dívida pendente de $300 bilhões de Evergrande, mas cria uma preocupação para os $100 bilhões em circulação de títulos offshore estruturados para ‘manter o poço’ por sociedades estatais chinesas e empresas.”

Fong acredita que um resgate para Evergrande não virá tão cedo porque os reguladores chineses foram os iniciadores de um limite que visa a expansão excessiva da alavancagem do desenvolvedor, acrescentando:

“Isso criou um risco potencial de contágio em todo o espaço do desenvolvedor imobiliário e se expandiu para instituições financeiras e indústrias dependentes do setor também.”

Alguns acreditam que o preço do Bitcoin também pode estar em risco de um colapso do mercado de ações e devido ao temor de que quase metade das reservas de Tether sejam compostas de papel comercial, no valor de quase $30 bilhões. Isso é o suficiente para o Financial Times colocar o Tether entre os “gigantes globais” nessa categoria.

No entanto, a Tether negou que detenha qualquer papel comercial da Evergrande, embora possa estar exposta a empresas chinesas. O papel comercial é uma nota de dívida corporativa com uma data de vencimento curta, geralmente inferior a um ano.

Veja mais em: Criptomoedas | Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.