SEC atrasa lançamento do token “GRAM” do Telegram

SEC atrasa lançamento do token

O Telegram terá que esperar para apresentar à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) que seu token “gram” não é um valor mobiliário.

De acordo com o último processo judicial, a audiência sobre o caso foi adiada para os dias 18 e 19 de fevereiro de 2020, adiada de uma vaga no dia 24 de outubro.

O juiz que ouviu o caso, P. Kevin Castel, decidiu que o Telegram não deve distribuir seus tokens antes dessa data, e até que o tribunal tome sua decisão sobre o caso. No início desta semana, a Telegram comprometeu-se a adiar o lançamento do projeto TON blockchain e emissão de GRAM para os investidores do projeto até 30 de abril de 2020, para que tivesse tempo de lidar com as preocupações da SEC.

SEC atrasa lançamento do token "GRAM" do Telegram
SEC atrasa lançamento do token “GRAM” do Telegram.

Em um processo judicial e e-mails para os investidores da TON, a Telegram discordou da SEC de que GRAMS são valores mobiliários, expressando frustração com a moção tardia da agência para interromper o próximo lançamento no final de outubro.

Em 11 de outubro, a SEC obteve uma ordem de restrição de emergência para interromper o lançamento do TON. A audiência no Tribunal Distrital do Sul de Nova York estava marcada para o dia 24 de outubro.

Ao adiar o lançamento, o Telegram ofereceu ainda aos investidores a chance de aprovar a alteração da data, acrescentando que, se a maioria dos detentores de GRAM discordar do atraso, eles receberão 77% de seu investimento de volta.

Traduzido e adaptado de: coindesk.com

Deixe um comentário