Turquia abre seu primeiro centro de pesquisa Blockchain

A Turquia inaugurou seu primeiro centro universitário blockchain, chamado de “BlockchainIst center”, em 3 de agosto de 2018, de acordo com o jornal local Daily Sabah.

A lógica por trás da universidade blockchain é minimizar a lacuna de mercado em expertise para utilizar a tecnologia blockchain no rastreamento seguro de transações digitais em vários campos em todo o país.

A inauguração da universidade blockchain foi realizada na Universidade Bahçeşehir (BAU). O instituto blockchain foi projetado para usar as mesmas tecnologias que todos os outros centros blockchain globalmente. O centro ajudará estudantes e empresários de todo o país a realizar pesquisas relacionadas a blockchain e criptomoedas.

O diretor do centro, Bora Erdamar, disse que “BlockchainIST está definido para ser o mais importante centro de pesquisa e desenvolvimento e inovação na Turquia em que os estudos científicos e publicações são feitas em tecnologias blockchain.”

Edmar afirmou ainda que, com BlockchainIst, a Turquia pode ter a chance de realizar pesquisas úteis que contribuam para a “Transformação da Humanidade”. Ele também enfatizou a importância de outros setores no país, como educação, governo, negócios, etc. cooperar com o instituto para poder conduzir uma pesquisa adequada que traga resultados positivos no longo prazo.

Enquanto isso, algumas universidades globais começaram a incluir cursos relacionados à criptomoeda em suas sílabas, como tecnologia de contabilidade distribuída, contratos inteligentes, etc.

Exemplos notáveis ​​de universidades que adicionaram cursos relacionados à criptomoeda em suas sílabas incluem a Universidade de Stanford, a Universidade Estadual de Voronezh (VSU), Universidade Técnica Estadual de Don (DSTU) e Universidade Estadual de Novosibirsk (NSU) na Rússia, e Fundação Getúlio Vargas, Brasil.Também uma das principais universidades do Brasil, a Fundação Getúlio Vargas, começou a oferecer o primeiro mestrado do país em criptomoedas.

O diretor da BlockchainIst disse que a Turquia está tentando acompanhar as últimas tendências e tecnologias que estão em alta no mundo e que, com mais esforço, o país pode ter a chance de se tornar a nação líder em tecnologia Blockchain.

No ano passado, novembro, o governo turco tomou uma dura decisão sobre Bitcoin, quando alguns membros do Diretório Estadual de Assuntos Religiosos disseram que o BTC não está alinhado com o Islã.

No entanto, em fevereiro, o vice-presidente do movimento do Partido Nacionalista da Turquia propôs a criação de uma criptomoeda nacional que ele chamou de “Turkcoin”.

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.