Vietnã pede medidas mais rigorosas sobre acordos de criptomoeda após golpe

O Vietnã pediu na quarta-feira maior vigilância contra transações e investimentos em criptomoedas, já que autoridades em seu centro econômico pediram à polícia que investigue o que pode ser a maior fraude do país em criptomoedas.

Em uma diretiva, o primeiro-ministro Nguyen Xuan Phuc disse ao Banco do Estado do Vietnã e ao Ministério de Valores Mobiliários, além de outros órgãos, para apertarem a “gestão de atividades relacionadas ao Bitcoin e outras criptomoedas”, disse o governo.“O investimento em criptomoeda, a negociação e a captação de dinheiro através de ofertas iniciais de moedas estão evoluindo de uma maneira mais complicada”, afirmou o órgão em um comunicado divulgado em seu site.

Esses desenvolvimentos ameaçam afetar a estabilidade do sistema financeiro, a ordem social e a segurança e representam grandes riscos para os participantes corporativos e individuais, acrescentou.

A declaração seguiu um relatório da Agência de Notícias do Vietnã, que autoridades da cidade de Ho Chi Minh pediram à polícia que investigasse as acusações de que uma empresa, a Modern Tech JSC, arrecadou dinheiro com as vendas da Ifan e Pincoin.

O pedido seguiu-se a um protesto no final de semana de dezenas de pessoas que acusaram a empresa de “a maior fraude de criptomoedas envolvendo 15 trilhões de dong”. Essa soma é equivalente a US$ 658 milhões.

O telefone celular do diretor-geral da empresa, Ho Xuan Van, foi desativado na quarta-feira. Outros contatos de funcionários da empresa não foram encontrados.

“Todas as criptomoedas e transações em criptomoedas são ilegais no Vietnã”, disse Le Dong Phong, chefe de polícia da cidade de Ho Chin Minh.

“Estamos reunindo informações sobre o caso, mas oficialmente não iniciamos uma investigação até recebermos acusações de qualquer das supostas vítimas”, disse Phong. Ele se recusou a fornecer mais informações.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário