AMD não se preocupa com a queda na demanda por placas de vídeo

A CEO da AMD, Lisa Su, não acredita que a mineração esteja indo embora tão cedo.

A AMD falou sobre as perspectivas da empresa sobre a tecnologia blockchain durante a conferência JP Morgan Technology, Media e Telecom de 2018 no último dia 15. As vendas das placas de vídeo para a mineração já representaram cerca de 10% da receita da fabricante de chips no último trimestre, informou a empresa durante sua teleconferência de resultados em abril.
Su disse que a AMD está vendo a demanda por unidades de processamento gráfico (GPUs) para a mineração com criptomoedas cair um pouco à medida que o ano continua, mas disse que a queda é saudável. Os preços do Bitcoin caíram quase 40% desde o início do ano, e outras criptomoedas experimentaram uma queda similar.

“Nós vemos com um pouco de moderação [na demanda das placas para a mineração]”, disse Su.

A rival da AMD, a Nvidia, disse em seu comunicado na semana passada que espera que a demanda relacionada à mineração com criptomoeda por suas GPUs caia em cerca de dois terços no segundo trimestre e comemora. Ela acredita que a mineração não é sustentável para o mercado de placas de vídeo e para cada queda no preço das criptomoedas, é uma vitória, pois assim diminui o interesse dos mineradores por suas placas, deixando o mercado mais acessível para o seu público alvo, os gamers.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário