Início»Criptomoedas»Banco Central Russo: “Febre” das criptomoedas está diminuindo

Banco Central Russo: “Febre” das criptomoedas está diminuindo

8
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Banco Central Russo: Segundo a presidente da entidade, Elvira Nabiullina, a “Febre” das criptomoedas atualmente está diminuindo.

Anúncio

Criptomoedas há muito estão sob ataque por várias falhas comuns encontradas na indústria. Muitos economistas, incluindo acadêmicos vencedores do Prêmio Nobel, concentram-se na viabilidade delas como fonte de dinheiro ou como uma alternativa ao dinheiro tradicional.

Enquanto os investidores e entusiastas pró-criptomoedas veem a vantagem do dinheiro digital, as transações garantidas através do blockchain e a capacidade de realizar transações fora de uma licitação controlada por autoridades governamentais centralizadas, os economistas continuamente apontam as maneiras pelas quais elas não funciona como moeda.

A volatilidade dos preços e o fracasso das moedas deflacionárias ao longo do tempo têm sido comumente citados como grandes problemas.

De acordo com esses críticos, as criptomoedas constituem em grande parte um esquema de pirâmide em massa, com os primeiros adeptos sendo fortemente incentivados a incentivar mais usuários a “adotar” a tecnologia ao comprar a moeda. O modelo cria um ciclo de feedback, em que mais investidores compram com base na aparência de riquezas da noite para o dia e acumulam riqueza por meio da valorização, incentivando ainda mais o sistema a encontrar novos clientes. No passado, o investimento em criptomoedas era comparado a um vírus global, em que os investidores são referidos em termos de pacientes infectados, obcecados com os movimentos diários de preços e frenéticos em sua paixão pela tecnologia e pela indústria.

Em 18 de outubro, a presidente do Banco Central da Rússia juntou-se a esse discurso referindo-se ao impulso do investimento em criptomoedas como uma “febre criptográfica” e que parece estar diminuindo gradativamente com o atual ciclo de baixa de 2018.

Elvira Nabiullina disse em um relatório publicado pela agência de notícias russa RIA Novosti, enquanto falava em um fórum de inovação financeira realizado em Sochi, que ela acha que o fervor em torno das criptomoedas e blockchain está diminuindo,

“Felizmente, a febre começou a diminuir. Tecnologias como blockchain inspiraram grande entusiasmo, mas agora, até onde podemos ver, a abordagem a elas é mais sóbria. ”

Banco Central Russo
Banco Central Russo: “Febre” das criptomoedas está diminuindo

A declaração de Nabiullina vem com um certo grau de moderação para o setor. Apesar de não criticar abertamente a criptomoeda pela abordagem às vezes febril da base de entusiastas, ela toma o lado que a comunidade cripto tem sido inundada com uma boa quantidade de negociações míopes e reivindicações ainda mais infundadas.

O Banco Central Russo lançou alguns elogios a empreendedores e empresas estabelecidas para encontrar maneiras de implementar blockchain em seus projetos, ao invés de usar a tecnologia apenas como uma palavra da moda para atrair investidores.

Ela também elogiou a blockchain pelas ofertas iniciais de moedas – uma posição interessante que se opõe a outros críticos – afirmando que o novo modelo para aquisição de tokens é “um método perfeito para levantar fundos”. No entanto, ela advertiu que embora as ICOs possam fornecer um modelo novo e útil para arrecadar dinheiro, particularmente na indústria de criptomoedas, a atual falta de regulamentação para a indústria cria as condições para fraudes generalizadas e acessíveis.

Traduzido e Adaptado: Ethereumworldnews

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

O boxeador Manny Pacquiao pode lançar sua criptomoeda até o final deste ano

Próximo artigo

Steve Wozniak, co-fundador da Apple, juntou-se à Blockchain EQUI Global

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.