Clube de Futebol encerra polêmica parceria blockchain com o Socios.com

Clube de Futebol encerra polêmica parceria blockchain com o Socios.com

O West Ham United encerrou seu acordo com a Socios.com, uma plataforma digital que usa blockchain para fornecer um envolvimento pago pelos apoiadores.

O clube anunciou o fim da parceria ontem sem um único “token de fã”, que os apoiadores da moeda digital poderiam comprar para votar em questões e eventos, já lançados.

Os fãs do West Ham United se opuseram à iniciativa desde que o acordo foi anunciado no verão passado, argumentando que o Socios.com estava tentando monetizar o envolvimento de torcedores, algo que o clube deveria fazer de graça.

“Estamos satisfeitos que esse relacionamento entre o West Ham e Socios aparentemente tenha terminado”, disse a Associação de Apoiadores Independentes do West Ham United (WHUISA). “Esperamos que outro esquema de exploração de opinião dos fãs nunca seja adotado pelo WHUFC e que nosso clube comece a se envolver significativamente com os torcedores daqui para frente”.

FSA contra monetização

A WHUISA foi um dos muitos grupos de apoiadores, fanzines, sites e canais de fãs que se uniram para formar a campanha “Não Preste Atenção” contra a parceria do clube com o Socios.com

A FSA criticou a parceria do West Ham United com o Socios.com quando foi anunciada no ano passado, argumentando que prejudicou o progresso alcançado no diálogo entre torcedores e clubes, tentando monetizar o envolvimento dos fãs.

Desde 2016, os clubes precisam se reunir com seus torcedores para discutir questões de clube, de acordo com as diretrizes do Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esporte (DCMS). Esse envolvimento do torcedor agora está incorporado nos manuais de regras da Liga Inglesa de Futebol (EFL) e da Premier League.

Clube de Futebol encerra polêmica parceria blockchain com o Socios.com
Clube de Futebol encerra polêmica parceria blockchain com o Socios.com.

Os precursores da FSA, a Federação de Apoiadores de Futebol e o Suporte Direto, faziam parte do Grupo de Trabalho de Peritos do Governo que criou essas diretrizes sobre o envolvimento de torcedores e acompanha sua implementação em clubes de todo o país.

O executivo-chefe da FSA, Kevin Miles, disse: “O modelo Socios tenta monetizar o envolvimento dos fãs, que as ligas e clubes se comprometeram a fazer de graça.

“Não deve haver barreiras financeiras para se envolver com o seu clube de futebol”.

Traduzido e adaptado de: thefsa.org.uk

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário