CEXs recusam congelamento de ativos de usuários russos

CEXs recusam congelamento de ativos de usuários russos

As exchanges centralizadas (CEX) e CEOs de empresas como Binance, Coinbase e Kraken afirmaram que congelariam apenas os ativos de clientes russos especificamente visados ​​por sanções ocidentais – não os de usuários russos comuns.

Mykhailo Fedorov, ministro da transformação digital da Ucrânia, pediu:

“Pedimos que todas as principais exchanges de criptomoedas bloqueiem endereços de carteira de russos e também congelem os ativos de usuários comuns.”

Ao explicar por que ele não estava banindo preventivamente todos os russos (embora a Coinbase não esteja disponível na Rússia), Brian Armstrong, CEO da Coinbase, escreveu especificamente:

“Acreditamos que todos merecem acesso a serviços financeiros básicos, a menos que a lei diga o contrário. Alguns russos comuns estão usando criptomoedas como uma tábua de salvação agora que sua moeda entrou em colapso. Muitos deles provavelmente se opõem ao que seu país está fazendo, e uma proibição também os prejudicaria. Se o governo dos EUA decidir impor uma proibição, é claro que seguiremos essas leis.”

O CEO da Kraken, Jesse Powell, declarou:

“A Kraken não pode congelar as contas de nossos clientes russos sem uma exigência legal para isso. Os russos devem estar cientes de que tal exigência pode ser iminente.”

Mesmo assim, indivíduos não sancionados parecem estar sentindo os efeitos das sanções. No dia anterior, a Binance anunciou que os titulares de cartões de bancos russos sancionados não poderiam usá-los em sua plataforma. O Redditor “u/Sammy12xyz” levantou o problema que os entusiastas de criptomoedas iranianos enfrentam em meio a pedidos para que os CEXs se desfaçam dos clientes russos, alegando:

“Já aconteceu com contas iranianas. Fomos bloqueados da Binance por dois anos e ninguém disse nada. Não somos inocentes?”

Apesar de tais sanções, parece que existem várias maneiras, embora limitadas, de contorná-las. Como um moderador da KuCoin escreveu:

“Usuários do Irã podem usar nossa exchange, mas KYC [Know Your Customer] não é suportado. Se você deseja continuar sem fazer KYC, ainda poderá executar todas as funções em nossa exchange normalmente, mesmo que não seja verificado. No entanto, haverá um limite de retirada de 5 BTC por 24 horas para contas não verificadas.”

Além disso, as proibições da CEX em endereços IP iranianos podem ser ignoradas com VPNs. Embora um entusiasta de criptomoedas iraniano tenha afirmado que criptomoedas como Bitcoin (BTC) são necessárias em primeiro lugar para comprar VPNs no Irã, pois esses serviços não aceitam pagamentos fiduciários de iranianos devido a sanções.

Veja mais em: Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.