Coincheck ganha aprovação da FSA do Japão

Coincheck ganha aprovação da FSA do Japão

Quase um ano depois de ser hackeado, o intercâmbio atingiu o licenciamento da FSA.

Quase um mês depois de surgirem rumores de que Coincheck tinha finalmente alcançado a aprovação reguladora pela Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA), agora foi confirmado que a exchange está registrada no Kanto Financial Bureau, de acordo com a Lei do Serviço de Pagamento do Japão, em vigor hoje. O Kanto Financial Bureau é um escritório regional que concede o status de registro em nome da FSA.

Em 19 de dezembro, o Nikkei Asian Review publicou um artigo alegando que a Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) concedeu a licença à Coincheck, mas o Monex Group, a empresa controladora da exchange, refutou a alegação. Reconheceu que Coincheck estava buscando aprovação regulatória e que, quando e se tal aprovação fosse oficial, o grupo Monex faria um anúncio.

Coincheck ganha aprovação da FSA do Japão.

A Associação Japonesa de Câmbio Virtual (JVCEA) também publicou um aviso afirmando que a FSA havia feito um anúncio público de que a Coincheck é oficialmente uma exchange registrada da JVCEA, o órgão autorregulatório de exchanges de criptomoedas no Japão.

O JVCEA foi formado em reação ao hack de Coincheck em janeiro passado, o que levou ao roubo de mais de US$ 500 milhões em tokens NEM da plataforma.

Muita coisa aconteceu para o Coincheck no ano passado. Imediatamente após o hack, a empresa suspendeu a retirada e a compra de todas as criptomoedas, exceto por bitcoin.

A exchange então reembolsou aproximadamente 260 mil pessoas afetadas pelo ataque. Com a ajuda do Monex Group, que adquiriu a Coincheck em abril por US$ 34 milhões, a Coincheck se esforçou para aumentar as medidas de segurança, retomar os serviços e avançar para a conformidade regulatória.

Traduzido e adaptado de : ethnews.com

Deixe um comentário