Dominação mundial? Binance compra empresas em todos os setores

De acordo com um relatório do Financial Times, a Binance está procurando diversificar seus interesses comerciais adquirindo empresas fora do escopo das criptomoedas. Carinhosamente conhecido por seus 5,3 milhões de seguidores no Twitter como CZ, o CEO da Binance, Changpeng Zhao disse:

“Queremos identificar e investir em um ou dois alvos em todos os setores econômicos e tentar trazê-los para as criptomoedas.”

Já com o título de maior exchange de criptomoedas do mundo, a Binance pretende trazer empresas de mercados tradicionais na tentativa de aumentar ainda mais a adoção de criptomoedas em larga escala e diversificar seus próprios negócios.

Na entrevista, Zhao continuou dizendo que empurrar as empresas tradicionais para adotar as criptomoedas pressionará os lentos e aumentará a concorrência geral do mercado.

Este comunicado ocorreu pouco após o investimento monumental de US$200 milhões da Binance na editora Forbes no início de fevereiro, solidificando a Binance como um dos dois maiores proprietários da empresa de mídia.

Esses movimentos continuam a demonstrar o crescente poder do mundo real da indústria de criptomoedas de forma mais ampla, que viu a Binance crescer para uma avaliação estimada de aproximadamente US$300 bilhões e estabeleceu Changpeng Zhao como o 11º homem mais rico do mundo.

Enquanto as exchanges de criptomoedas já colocaram seus logotipos em estádios e roubaram o show no Super Bowl, adquirir uma participação tão significativa em uma empresa de mídia legada como a Forbes posiciona a Binance como um jogador sério em aquisições e investimentos.

A Binance já se interessou antes na compra de ativos e empresas que estão fora de seu core business imediato, tendo adquirido o site de dados cripto CoinMarketCap em abril de 2020 e comprando uma participação majoritária na gigante de serviços de pagamento com cartão, Swipe, no final de dezembro de 2021.

Em termos de diversificação de receita, buscar negócios tradicionais fora dos ativos digitais parece ser uma jogada sensata, 90% dos quais atualmente são provenientes de taxas de negociação em sua exchange, de acordo com CZ.

As notícias sobre as ambições da Binance além das criptomoedas surgem à medida que a exchange continua sob crescente escrutínio de reguladores de todo o mundo.

A Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido divulgou sobre uma parceria estratégica entre os serviços internos de pagamento com cartão da Binance, Bifinity, e a empresa de investimentos Eqonex. Um empréstimo conversível de US$36 milhões foi concedido para expandir os produtos das empresas, incluindo o Digivault atualmente registrado pela FCA.

Como resultado da transação, a FCA disse:

“Indivíduos e entidades que fazem parte do Grupo Binance podem ter se tornado beneficiários efetivos da Digivault para fins dos Regulamentos de Lavagem de Dinheiro.”

Sugerindo possíveis problemas regulatórios para a Digivault.

A Binance também está em negociações para obter uma licença para operar em Dubai. Isso ocorre quando os Emirados Árabes Unidos continuam seu esforço para se tornar um oásis para ativos digitais no Oriente Médio.

Veja mais em: Notícias

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.