Ex-executivos da Binance dizem que a exchange vale $300 bilhões

Ex-executivos da Binance dizem que a exchange vale $300 bilhões

Mesmo sem sede física e aparentemente poucos regulamentos afetando suas práticas de negócios, Binance poderia valer três vezes mais que a Coinbase se fosse a público hoje.

De acordo com um relatório do Wall Street Journal, ex-executivos da principal exchange de criptomoedas estimaram que a Binance poderia valer até US$300 bilhões como uma empresa de capital aberto, considerando seu atual volume de negócios e taxas de transação. Os dados da CoinMarketCap mostram a Binance com um volume de negócios de mais de US$46 bilhões nas últimas 24 horas, tornando-a a exchange mais bem classificada à frente da Coinbase, com cerca de US$9,5 bilhões. A avaliação estimada também provavelmente a colocaria à frente de seu concorrente nos EUA, que fez sua oferta pública inicial em abril com uma avaliação estimada de US$100 bilhões.

Se o Binance se tornasse público, não está claro em que país ele iria começar. A exchange não tem sede formal, mas sua holding está registrada nas Ilhas Cayman, com conexões anteriores para China, Japão, Malta e Seychelles. O CEO Changpeng Zhao, ou CZ, mora em Cingapura, e muitos dos funcionários da Binance estão espalhados pelo mundo.

No entanto, CZ disse em setembro que o braço da exchange nos Estados Unidos pretendia fazer uma oferta pública inicial em 2024, tendo gerado entre US$800 milhões e US$1 bilhão em lucros em 2020. Kraken, que também está considerando uma listagem pública nos Estados Unidos até o final do ano que vem, valia cerca de US$10 bilhões em junho.

Binance tem enfrentado os reguladores em todo o mundo, com autoridades nos Estados Unidos, Itália, Canadá, Japão, Tailândia e outros países emitindo avisos aos investidores locais para ter cautela ao usar a exchange. Em julho deste ano, CZ disse:

“Queria que a Binance fosse licenciada em todos os lugares, em coordenação com os reguladores conforme a empresa se expande.”

Veja mais em: Informações

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.