Google proíbe carteira de criptomoedas Ethereum na App Store

Google proíbe carteira de criptomoedas Ethereum na App Store

A equipe MetaMask anunciou no Twitter em 26 de dezembro que o Google havia banido o Metamask Ethereum Wallet App da Google Play App Store. Ele também alegou que o MetaMask violava as políticas de serviços financeiros do Google.

Por que o Google proibiu o Metamask Ethereum Wallet App?

O Google citou sua política de proibição de mineração de criptomoeda em dispositivos móveis. A equipe do MetaMask tentou apelar da decisão do Google de banir o MetaMask de sua loja de aplicativos sem sucesso, pois o Google rapidamente negou provimento ao recurso. O desenvolvedor co-líder do MetaMask, Dan Findlay, disse:

“Espero que tenha sido um erro honesto da parte dos revisores do Google. Mas, em combinação com todas as proibições de criptomoedas do YouTube, fico enjoado ao ver como o Google está se engajando na descentralização da tecnologia. Se as pessoas aceitarem esse comportamento de um monopólio móvel como o Google, talvez não mereçamos algo melhor. ”

A Google App Store tem sido particularmente rigorosa em aplicativos baseados em criptomoedas, especialmente aqueles que oferecem serviços financeiros. O Google Play já hospedou muitos aplicativos legítimos, mas também enfrentou falsificações e carteiras que sequestram chaves e ativos.

Google proíbe carteira de criptomoedas Ethereum na App Store
Google proíbe carteira de criptomoedas Ethereum na App Store.

MetaMask negou o motivo da proibição do Google

A MetaMask negou que seus serviços estejam relacionados à mineração, embora as equipes de conformidade do Google ainda estejam reavaliando o assunto.

A mineração móvel é um fenômeno relativamente pouco conhecido no campo das criptomoedas. O único projeto que oferece mineração móvel é a carteira da Electroneum. Ainda está disponível sem restrições no Google Play. A carteira fornece mineração simulada, que não sobrecarrega o processador, mas redistribui um pool de moedas ETN já extraídas.

Por esse motivo, a remoção do MetaMask parece suspeita. Em 2019, o significado exato do termo “mineração” não é claro. Ao contrário do uso original de eletrônicos para operações de hash, agora existem várias formas de mineração simulada.

A carteira MetaMask, que está vinculada à rede Ethereum, pode ser usada, em teoria, para uma forma muito difundida de “mineração” simulada. O contrato inteligente ativo atualmente permite a criação do token HEX, em troca do ETH. Esse processo se parece mais com a compra de um token do que com a mineração, mas também entra em conflito com as regras do Google sobre a oferta de financiamento com criptomoedas.

Em teoria, o MetaMask oferece uma maneira de extrair o HEX, que é considerado uma atividade fraudulenta. No entanto, a carteira MetaMask é independente de seus casos de uso, e agora a equipe está lutando para recuperar a carteira no Google Play. A campanha também continuou a ganhar apoio da comunidade.

Traduzido e adaptado de atozmarkets.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

2 comentários em “Google proíbe carteira de criptomoedas Ethereum na App Store”

  1. ========== NÃO PUBLIQUE O COMENTARIO================

    Ola Fernando,

    Gostaria de falar contigo,sou rudny de porto velho, rondônia, é possivel me responder algumas duvidas? você tem whatsapp ou telegram?
    Estou aqui devido a sua matéria, e ja algum tempo tenho buscado informações sobre o paraguai, poderia me ajudar?

    +5569981393340

  2. Ola Fernando,

    Gostaria de falar contigo,sou rudny de porto velho, rondônia, é possivel me responder algumas duvidas? você tem whatsapp ou telegram?
    Estou aqui devido a sua matéria, e ja algum tempo tenho buscado informações sobre o paraguai, poderia me ajudar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *