Google proíbe extensões de criptomoedas em seu navegador

O Google Chrome não está mais recebendo novas extensões de criptomoedas, e todas as existentes devem ser excluídas da loja do Chrome em breve.

Bitcoin e outros tipos de criptomoeda estão rapidamente ganhando terreno, criando um frenesi em todo o mundo. Enquanto alguns fazem investimentos significativos para plataformas de GPU poderosas que permitiriam a mineração de criptomoedas, outros tentam ganhar dinheiro à custa de outros.

Com a criptomoeda em ascensão, parece que os golpistas descobriram uma maneira nova e altamente lucrativa de enganar as pessoas: explorando a GPU e o poder da CPU de vários sistemas pertencentes a usuários desavisados. Inicialmente, a loja do Google Chrome permitia várias extensões para a mineração, desde que os usuários estivessem cientes do que estavam fazendo.

Nessa medida, o Google exigiu alertas altamente visíveis e claros para mostrar ao usuário de que um script de mineração de criptos exploraria uma grande parte do poder de processamento de um PC.

Segundo o Google, cerca de 90% de todos os desenvolvedores de extensões de mineração com criptomoeda tentaram enviar para a loja do Google Chrome extensões que não atenderam aos requisitos do Google de oferecer avisos sólidos aos usuários. Consequentemente, tais extensões não foram aprovadas ou foram mas foram removidas depois.

O Google diz que o número de extensões maliciosas aumentou nos últimos meses. Essas extensões parecem conter funcionalidades úteis, mas na verdade, elas escondem scripts de mineração projetados para serem executados em segundo plano, ocupando recursos da CPU sem que o usuário concorde ou mesmo esteja ciente disso.

Como eles consomem muito do poder de processamento de um PC, esses scripts de mineração de criptomoeda podem ter um alto custo no consumo de energia e no desempenho geral do sistema. O Google observa que os golpistas têm abusado dessas extensões de mineração em desvantagem de usuários desavisados, por isso decidiu tomar medidas.

Extensões da Chrome Web Store: o que permanece e o que acontece?

A partir de hoje, nenhuma extensão projetada para a mineração de criptomoeda poderá entrar na Chrome Web Store. Extensões de mineração que já estão na loja, enquanto isso, serão retiradas no final de junho.

No entanto, o Google continuará a permitir extensões projetadas com outros recursos vinculados ao blockchain. A última ação do Google visa garantir que os usuários estejam protegidos contra golpistas e possam instalar várias extensões com segurança, sem enfrentar ameaças ocultas.

“À medida que o ecossistema de extensões continua a evoluir, continuamos focados em capacitar os desenvolvedores a criar experiências inovadoras, mantendo os usuários o mais seguros possível”, diz o Google.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário