Google vai acabar com proibição de anúncios de criptomoedas

O Google vai acabar com proibição de anúncios de criptomoedas, pois é, a multinacional de serviços online e software dos Estados Unidos permitirá novamente os anúncios de criptomoedas a partir de outubro, encerrando a proibição que foi estabelecida em junho passado.

Os anúncios de criptomoeda e produtos relacionados foram originalmente proibidos pelo Google para reduzir o potencial de dano ao consumidor.

Agora, o Google encontrou uma maneira de atenuar os danos e, ao mesmo tempo, permitir anúncios relacionados à criptomoeda, embora com capacidade limitada.

Google vai acabar com proibição de anúncios de criptomoedas
Google vai acabar com proibição de anúncios de criptomoedas apartir de outubro.

As exchanges de criptomoedas nos EUA e no Japão terão permissão para anunciar no Google novamente em outubro. No entanto, eles precisarão passar por um processo de certificação.

Os anunciantes poderão se inscrever para a certificação quando a política for lançada em outubro e precisarem ser certificados pelo Google para o país específico em que seus anúncios serão veiculados.

Os requisitos para certificação variam por país. O Google ainda não divulgou quais são os requisitos que devem ser certificados para exibir anúncios de exchanges de criptomoedas.

Os anúncios de ofertas de moedas, carteiras de criptomoedas e consultoria de comércio de criptomoedas ainda serão proibidos quando a nova política entrar em vigor em outubro.

De acordo com as informações fornecidas pelo Google neste momento, a proibição está sendo suspensa apenas em anúncios de câmbios de criptomoedas exclusivamente.

Anúncios de criptomoeda têm sido motivo de discórdia este ano entre várias das principais plataformas de publicidade da web.

Facebook, Twitter, Snapchat e Bing também baniram anúncios relacionados a criptomoedas em vários pontos este ano.

A proibição foi parcialmente levantada pelo Facebook em junho, embora seus anunciantes também precisem passar por um processo de certificação.Veremos se outras plataformas fazem o mesmo agora que o Facebook e o Google estão de volta com a publicidade em criptomoedas.

Traduzido e adaptado de : Searchenginejournal.com

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.