Início»Mineração»Egito estaria usando computadores de população para minerar criptos

Egito estaria usando computadores de população para minerar criptos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

De acordo com um relatório da Universidade de Toronto, uma empresa de telecomunicações conectada ao governo egípcio está secretamente extraindo criptomoedas de computadores de seus cidadãos através de um programa chamado AdHose.

Anúncio

A AdHose redireciona usuários de Internet egípcios para sites de publicidade ou sites que minerariam Monero sem o conhecimento do usuário.

“Em várias ocasiões, os pop-ups aparentemente estavam sendo usadas para sequestrar os usuários egípcios da Internet e direcioná-los para conteúdos geradores de receita, como anúncios de afiliados e scripts de mineração de criptomoedas via navegador”, disse o relatório.

Embora não esteja claro o motivo do governo do Egito, a nota sugere que o objetivo é gerar fundos para cobrir as dispensas governamentais.

A Universidade também realizou uma varredura em 3 de janeiro de 2018. Eles descobriram que 95 por cento do tempo, o programa redirecionaria usuários para sites publicitários. Eles testaram 5.702 endereços IP e 5.443 eram suscetíveis ao programa.

O relatório menciona que o programa também funciona como uma ferramenta de censura usada pelo governo para bloquear sites de notícias e sites de direitos humanos como Reporters Without Borders, Al Jazeera e HuffPost Arabi.

A Universidade de Toronto encontrou achados semelhantes em outras regiões do Norte da África e do Oriente Médio. Embora o governo nessas regiões não usasse a mineração para gerar receita, mas usavam programas similares para fins de censura. Os usuários baixavam programas de espionagem governamental com a crença de que eram programas antivírus.

Leia Também:  O fim das Antminer S9? Gigante japonesa apresenta nova ASIC com poder de 24TH/s

Essa semana, publicamos uma matéria falando exatamente sobre essa recente onda de mineração hacker via navegador e via malwares. Com a popularização das criptomoedas, está cada vez mais comum encontrar relatos de sites que usam de forma não autorizada, o poder de processamento dos usuários para minerar criptomoedas.

Esse mês, a Microsoft publicou uma nota informando que o Windows Defender, conseguiu barrar uma invasão a aproximadamente 400 mil computadores. Segundo a empresa, o malware estava programado para minerar criptomoedas sem o consentimento dos donos dos computadores.

É muito importante manter o sistema operacional como também o antivírus atualizados. Sempre que você perceber que os coolers do seu computador estão girando muito mais rápido do que o normal e estão fazendo muito mais barulho, é bem provável que seu computador esteja minerando alguma criptomoeda para alguém do outro lado do mundo. Por via das dúvidas, busque instalar no seu navegador extensões que inibam os sites de minerar criptomoedas via web.

Você já foi vítima desse tipo de recurso de mineração? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Exchange Japonesa reembolsa US$ 440 milhões a clientes vítimas de hacker

Próximo artigo

Segundo críticos, Ripple poderia assumir o posto de criptomoeda mais valiosa

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.