Início»Criptomoedas»Bitcoin»Pesquisa por “Bitcoin” no Google tem pior resultado desde Outubro

Pesquisa por “Bitcoin” no Google tem pior resultado desde Outubro

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Após a queda do mercado da criptomoedas de fevereiro que trouxe o Bitcoin (BTC) abaixo de US$ 7000, o número de buscas no Google para “Bitcoin” caiu para os níveis mais baixos desde outubro do ano passado.

As coisas não estão indo bem para o Bitcoin desde o inicio do ano, em uma pesquisa feita no Google Trends, uma ferramenta que monitora a taxa de buscas por termos específicos no google, mostra que as buscas feitas por “Bitcoin” foram as mais populares entre 17 e 23 de dezembro, quando o preço do Bitcoin beirava os de US$ 20.000.

No entanto, desde meados de fevereiro, as buscas para “Bitcoin” foram caindo, deixando o termo na 19ª colocação entre os mais buscados.

De acordo com o Google Trends, “Bitcoin” teve essa mesma pontuação na primeira semana de outubro de 2017, quando a criptomoeda custava aproximadamente US$ 4300.

As coisas ainda podem piorar

Dificultando a situação da criptomoeda, o Google anunciou que irá recusar anúncios que envolvam criptomoedas, como Bitcoin, e também derivados das mesmas, como exchanges e carteiras.

O debate que sempre é levantado a respeito da proibição das criptomoedas é que, as mesmas, por se tratar de ativos anônimos, se tornam a melhor opção para pessoas que querem lavar dinheiro sujo, fruto de tráfico de drogas, roubo e muitas outras atividades criminosas como corrupção governamental.

Além disso, empresas como o próprio Google, alegam que a volatilidade das criptomoedas e a falta de regulamento para as mesmas, impedem que o investidor tenha uma base segura ao trabalhar com moedas digitais, ficando a mercê de golpistas e fraudadores.

Com isso, o preço do bitcoin continuou sua trajetória de queda, rompendo o suporte que girava em torno dos US$8650. A expectativa é que com o passar dos meses, a poeira volte a cair e não seja mais levantada por notícias do mundo corporativo.

Leia Também:  CONHEÇA OS MAIORES ROUBOS DE CRIPTOMOEDAS
Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

FOXBIT libera saques sem custos para os clientes durante manutenção

Próximo artigo

Será que a Ripple se tornará o melhor investimento para 2018?

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.