Colapso do preço do petróleo tornará os mineradores de Bitcoin mais lucrativos

A diminuição substancial dos preços do petróleo é um pesadelo para empresas de petróleo e uma bênção para mineradores de criptomoeda, de acordo com uma famosa profeta cripto Andreas Antonopoulos.

O petróleo fornece 36% da eletricidade total dos EUA. Isso significa que a redução de seu preço de mercado resultará em preços mais baixos de eletricidade, especialmente no Texas. Antonopoulos disse recentemente em seu canal no YouTube. Ele também acrescentou que, nessa situação, transformará a mineração de criptomoedas em um negócio lucrativo.

Uma das maiores novas operações de mineração foi aberta nos Estados Unidos, no estado do Texas. Não consigo imaginar que isso seja uma coincidência. Provavelmente, tinha muito a ver com o fato de os EUA possuírem 12.000 barris por dia, e é o maior produtor de petróleo do mundo por causa do fracking. Portanto, pode haver realmente boas oportunidades para energia barata. De repente, isso poderia tornar as mineradoras norte-americanas muito, muito mais competitivas e poderosas, disse ele.

Antonopoulos também acrescentou que a eletricidade pode ficar mais barata na China, responsável por 66% da taxa de bitcoin em 2019 / A eletricidade no país é produzida principalmente por usinas de carvão, mas o colapso do preço do petróleo pode servir como um catalisador para o preço do carvão em redução também.

Colapso do preço do petróleo tornará os mineradores de Bitcoin mais lucrativos
Colapso do preço do petróleo tornará os mineradores de Bitcoin mais lucrativos.

Além disso, a China lançou recentemente uma reforma em Sichuan para estimular a atividade de mineração de Bitcoin. Ou seja, a região planejava usar recursos hidrelétricos para reduzir o custo da mineração.

No final de abril, o valor de mercado do petróleo Brent caiu abaixo de US$ 20 por barril. Atualmente, um barril de Brent está sendo negociado a US$ 38.

Traduzido e adaptado de: fxstreet.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *