África do Sul lança segundo teste CBDC

África do Sul lança segundo teste CBDC

A África do Sul anunciou o Projeto Khokha 2 para explorar o uso de uma moeda digital de banco central de atacado (CBDC) e um token de liquidação de atacado, para uso interbancário.

De acordo com o Ledger Insights, enquanto os stablecoins convencionais persistem com o tempo e podem ser mantidos como dinheiro digital, os tokens de liquidação devem ser mantidos apenas por um curto prazo. Assim, o dinheiro do banco é tokenizado, um pagamento é feito e o token é convertido de volta em dinheiro em outra conta bancária. A tokenização permite liquidação instantânea na rede ou entrega contra pagamento.

O teste irá explorar o uso de ambas as formas de dinheiro tokenizado para liquidar transações de debêntures ou títulos. Quando Ledger Insights perguntou sobre as tecnologias, o Centro de Inovação do Grupo de Trabalho Intergovernamental Fintech (IFWG) esclareceu que o CBDC usaria o blockchain corporativo Corda do R3, e o token de liquidação e a debênture usarão uma variante da solução de interoperabilidade de blockchain do Cosmos.

A Accenture, Block Markets Africa (BMA) e Deloitte estarão envolvidas. A Accenture será responsável por tokenizar o CBDC de atacado em Corda, a BMA ajudará com a tecnologia de razão distribuída (DLT), tokenizando os títulos e o token de pagamento de atacado usando sua solução personalizada baseada no Cosmos, e a Deloitte documentará os insights.

Outros participantes dos testes incluirão os bancos comerciais Absa, FirstRand, Investec, Nedbank e Standard Bank, a Bolsa de Valores de Joanesburgo (JSE) e Strate, o depositário central de títulos da África do Sul.

Traduzido e adaptado de: thepaypers.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *