Arizona: Contratos Inteligentes da Blockchain são aceitos como legais

O governador do Arizona, Doug Ducey, assinou uma nova lei em 3 de abril que permitirá às corporações do Arizona a manter e compartilhar dados em uma blockchain.

O projeto de lei foi apresentado pela primeira vez pelo representante Jeff Weninger. Ele altera os Estatutos Revistos do Arizona para reconhecer legalmente os dados gravados e armazenados em sistemas que usam a tecnologia blockchain.

A Câmara dos Deputados do Arizona aprovou o projeto em apenas uma semana, oito dias depois de ter sido apresentado. Cerca de um mês depois, o Senado também aprovou o projeto por unanimidade. Na Câmara, quatro representantes se abstiveram ou votaram contra o projeto. O projeto de lei foi assinado poucos dias depois de chegar à mesa do governador.

O Arizona há um ano já começou a reconhecer assinaturas registradas em blockchain e contratos inteligentes como documentação legal. O governador assinou um projeto de lei para este efeito em março do ano passado: “A medida foi introduzida no início de fevereiro, buscando consagrar assinaturas registradas em uma blockchain e contratos inteligentes, partes de código auto-executáveis, sob a lei estadual.”

Em alguns aspectos, a lei espelha a de um projeto de lei aprovado em Vermont há algum tempo que tornaria os dados de blockchain admissíveis no tribunal. O projeto de lei de Vermont observou especificamente que os dados vinculados a um blockchain seriam um fato registrado.

Outros estados também aprovaram legislação blockchain

Muitos estados dos EUA estão mostrando interesse em aplicações blockchain, embora alguns ainda suspeitem das criptomoedas associadas.

Delaware em 2017 passou por medidas semelhantes às do Arizona reconhecendo assinaturas blockchain e contratos inteligentes como legais. Sua legislação também forneceu uma base legal para negociar ações em uma plataforma blockchain.

Também no estado de Nova York, quatro projetos de lei foram introduzidos com o objetivo de avaliar os aplicativos blockchain a serem usados para armazenamento de dados.

Em Nebraska, um projeto de lei foi apresentado no início deste ano que permitirá, se aprovado, que o estado reconheça contratos inteligentes e documentos armazenados em uma blockchain. Também permitiria ao estado adotar tecnologia de contabilidade distribuída e autorizar e definir contratos inteligentes.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário