Bitcoin iria ‘quebrar a internet’ se usado como a principal rede de pagamentos no varejo

Criptomoedas como bitcoin e ethereum são um “substituto ruim” para as moedas apoiadas pelo estado e quebrariam a internet se usadas em sua forma atual em escala nacional, de acordo com um relatório publicado hoje por um poderoso banco central.

O Bank for International Settlements (BIS) disse que a falta de uma instituição central que respalde criptomoedas significa arriscar quebrar e se mostrar inútil para os detentores, juntamente com uma série de questões ambientais e operacionais.

“A confiança pode se evaporar a qualquer momento por causa da fragilidade do consenso descentralizado por meio do qual as transações são registradas”, diz o relatório.

A necessidade do livro razão blockchain descentralizado, que registra as transações a serem atualizadas eventualmente por cada usuário, causou congestionamento à medida que as criptomoedas se tornaram cada vez mais populares.Toda a blockchain de bitcoin constitui cerca de 170 gigabytes de dados, o que significa que o smartphone médio não conseguiria armazenar a blockchain com “questão de dias” se começasse a lidar com todas as transações de varejo de um país, disse o BIS.

“Os volumes de comunicação associados podem interromper a Internet, já que milhões de usuários trocaram arquivos na ordem de magnitude de um terabyte”, disse o BIS, em um exemplo hipotético.

O aumento explosivo no valor do bitcoin no final do ano passado colocou as moedas digitais firmemente na agenda dos reguladores e economistas em todo o mundo, com o Banco da Inglaterra tendo examinado algumas das implicações de um banco central ainda não planejado. No entanto, os argumentos para as moedas digitais apoiadas pelos bancos centrais “não produziram um argumento forte para a emissão imediata”, disse o BIS.

O BIS, com sede em Basileia, conhecido como banco central dos bancos centrais, levantou um catálogo de problemas em potencial e disse que a confiança na estabilidade das moedas digitais, “a essência do dinheiro bom”, está faltando, numa avaliação condenatória de uma tecnologia que muitos economistas acreditam que poderia transformar o sistema monetário.

Enquanto isso, o “vasto uso de energia” requerido é altamente ineficiente, com a energia usada apenas para mineração de bitcoin igual à de toda a economia suíça.

No entanto, a tecnologia blockchain poderia ser usada na liquidação financeira, disse o BIS, ecoando as advertências da chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, de que a indústria de compensação provavelmente verá mudanças significativas nos próximos anos.

Sistemas de “criptopagamento” baseados em moedas soberanas também poderiam ter um futuro, disse o BIS.

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

1 comentário em “Bitcoin iria ‘quebrar a internet’ se usado como a principal rede de pagamentos no varejo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.