Início»Informação»Cloud Computing – Um Estudo de Caso

Cloud Computing – Um Estudo de Caso

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Cloud Computing, ou Computação em Nuvem, chegou ao mercado há alguns anos e hoje já é utilizado por grande parte das empresas. E você? Conhece todos os tipos de serviços em nuvem disponíveis hoje e como isso impacta sustentavelmente as empresas e o meio ambiente?

Anúncio

Atualmente, existem com 6 tipos de serviços de Cloud Computing. São eles:

  • IaaS – Infrastructure as a Service ou Infra-estrutura como Serviço: utiliza-se apenas uma porcentagem de um servidor, geralmente com uma configuração que se adeque à sua necessidade. (Amazon EC2, Rackspace, Google Compute Engine)
  • PaaS – Plataform as a Service ou Plataforma como Serviço: utilizando-se apenas uma plataforma, tal como um banco de dados, um web-service, etc. (p.ex.: AWS Elastic Beanstalk, Windows Azure, Heroku, Force.com, Apache Stratos).
  • DaaS – Development as a Service ou Desenvolvimento como Serviço: as ferramentas de desenvolvimento tomam forma no cloud computing como ferramentas compartilhadas, ferramentas de desenvolvimento web-based e serviços baseados em mashup. (Citrix, Amazon, Google)
  • SaaS – Software as a Service ou Software como Serviço: uso de um software em regime de utilização web (p.ex.: Google Apps, Salesforce, Workday, Concur, Citrix GoToMeeting, Cisco WebEx).
  • CaaS – Communication as a Service ou Comunicação como Serviço: uso de uma solução de Comunicação Unificada hospedada em Data Center do provedor ou fabricante (p.ex.: Microsoft Lync).
  • EaaS – Everything as a Service ou Tudo como Serviço: quando se utiliza todos os recursos disponíveis, ou seja, infraestrurura, plataformas, software, suporte, enfim, o que envolve T.I.C. (Tecnologia da Informação e Comunicação) como um Serviço.

Os serviços em nuvem causam um impacto positivo nas empresas e são capazes de proporcionar economia, além de proporcionar um caráter sustentável. Para poder exemplificar isso, segue abaixo um case de sucesso de uma empresa de médio porte.

Análise de caso:

João* possui um call center de vendas de serviços telefônicos. A empresa dele possuía mais de 100 operadores de call center, que trabalhavam em 2 turnos, utilizando aproximadamente 60 computadores. No entanto, a empresa de João tinha um alto custo operacional, com uma margem de lucro real de 7,5% , o que inviabilizava a realização de grandes investimentos. Além disso, contava com outros problemas constantes, tais como alta rotatividade de mão-de-obra (fator inerente do segmento), problemas técnicos com os computadores, altos valores de licenças de softwares e alto custo gerencial da equipe. Foi então que, após uma consultoria empresarial realizada por meio da empresa de Maria, que os problemas de João foram reduzidos drasticamente.

A primeira medida tomada pela empresa contratada, foi o desenvolvimento de um software que operasse em nuvem, produzido sob medida para o Call Center de João. O novo software era capaz de otimizar todas as tarefas do call center e também possuía uma nova função: Controle e Acompanhamento de Produtividade. Esta função permitiu ao Setor de RH acompanhar em tempo real a produtividades dos operadores e dar feedbacks em menor tempo. O resultado foi uma significativa melhora no atendimento e uma maior satisfação dos colaboradores, além de uma menor taxa de rotatividade dos funcionários.

Além disso, como o novo software armazenava tudo em nuvem, a empresa de João não precisava mais armazenar dados em servidores internos e tão pouco preocupar-se com licenças de software, uma vez que, à partir daquele momento, ele fez uma migração de todas as máquinas da empresa para Linux, já que para operar o novo software, bastava uma conexão com a internet.

A empresa de João economizou também na conta de luz e internet, visto que não havia mais necessidade de possuir uma sala com os servidores internos e um link dedicado de banda larga. O servidor requeria também a necessidade de um potente ar condicionado para manter a refrigeração adequada.

Como o serviço na nuvem também permitia backups periódicos e gerava e armazenava relatórios, João não precisava mais imprimir relatórios e nem se preocupar com arquivamento destes. Gerando assim uma economia de mais de 20.000 impressões por mês. Os relatórios poderiam ser vistos e acessados também por meio de tablets e smartphones, selecionando os filtros específicos para cada caso.

Outro ponto positivo da migração para a nuvem foi que João não precisou mais do suporte técnico constante em seus computadores e diminuiu exponencialmente a necessidade de troca de hardware das máquinas usadas pelos operadores do call center, uma vez que o servidor em nuvem era responsável pelo processamento de todas as informações.

E o melhor ponto, ao final do primeiro ano de mudanças, o call center de João já operava com 116 atendentes e com um lucro real de 13,8%.

(*) O verdadeiro nome do cliente, foi substituído por questões de sigilo.

Por meio deste case é possível verificar que a utilização de um serviço EaaS por uma empresa de médio porte, proporcionou uma economia significativa, um aumento na produtividade e um menor impacto ambiental, uma vez que a empresa necessitou utilizar menos ar condicionado, reduziu a quase zero a quantidade de papel impresso e não descartou anualmente dezenas de peças de hardware por motivo de substituição.

Os serviços em nuvem podem ser adotados até mesmo por micro e pequenas empresas. Atualmente existem diversos softwares online que oferecem desde um editor de textos até softwares para gerenciar milhares de funcionários.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Validando um Plano de Negócios para sua Startup – Um estudo de caso

Próximo artigo

5 Livros que todo Empresário deve ler

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.