Europol prende criminosos que usaram criptomoedas para lavar dinheiro

Uma rede criminosa que estava usando moedas digitais e cartões de crédito para lavar dinheiro do narcotráfico foi neutralizada com 11 pessoas presas e 137 suspeitos, informou a agência de defesa da UE Europol nesta segunda-feira.

A operação intitulada Tulipan Blanca foi coordenada pela Europol e executada pelas forças de segurança espanholas com o apoio da Finlândia e do Departamento de Segurança Interna dos EUA, segundo o comunicado.

“Como resultado da operação, a Guarda Civil espanhola realizou oito buscas e apreendeu vários computadores, aparelhos e equipamentos usados para cometer os crimes, tais como sacos de dinheiro ou máquinas de contagem de dinheiro … A investigação mostra que os suspeitos depositaram mais de 8 milhões de euros em dinheiro usando 174 contas bancárias”, diz a declaração.

A investigação revelou que os criminosos usaram pela primeira vez saques em dinheiro e operações bancárias para lavar dinheiro, mas depois recorreram ao bitcoin, já que é muito mais difícil rastrear as criptomoedas, observou a agência.

“Os policiais descobriram que a exchange local de bitcoins se instalou na Finlândia e reuniram todas as informações sobre os suspeitos detidos pela exchange de criptomoedas. Os criminosos usaram a plataforma para converter seus lucros ilícitos em bitcoins, depois mudaram a moeda digital para dinheiro colombiano para depositar em contas bancárias colombianas no mesmo dia “, acrescentou a Europol.

A agência de aplicação da lei da UE prometeu continuar fornecendo seu apoio e experiência na luta contra o uso de criptomoedas por atividades ilegais, já que a questão tem estado recentemente em ascensão.

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário