Exchange Hackeada: XRP e CARDANO roubados somando mais de US$4,5 milhões

A notícia vinda de Cingapura diz que a exchange de criptomoedas Bitrue foi atingida com um ataque massivo, fazendo com que ela perca 9,3 milhões de XRP e 2,5 milhões de cardano (ADA) de sua carteira.

A exchange anunciou a notícia em um tweet em 26 de junho, de que o acerto que roubou fundos de mais de US$ 4,5 milhões em XRP (avaliado em US$ 0,488 cada) e US$ 237,500 em ADA (avaliado em US$ 0,095 cada), segundo dados da CoinMarketCap, foi retirado do mercado.

Em um comunicado, a exchange garante a seus usuários que “seus fundos pessoais estão segurados” e que todos os “afetados por essa violação terão seus fundos substituídos por nós o mais rápido possível”.

Nos detalhes da história, um único hacker “explorou uma vulnerabilidade no segundo processo de revisão da nossa equipe de controle de risco para acessar os fundos pessoais de cerca de 90 usuários do Bitrue”, usando posteriormente essa primeira experiência para acessar a carteira da exchange e roubar as criptomoedas.

Exchange Hackeada: XRP e CARDANO roubados somando mais de US$4,5 milhões
Exchange Hackeada: XRP e CARDANO roubados somando mais de US$4,5 milhões.

A equipe de Bitrue suspendeu o hacker imediatamente

A equipe conseguiu detectar o ataque rapidamente após o ocorrido, conforme a exchange, e isso permitiu que eles “suspendessem” a atividade do invasor imediatamente.

Bitrue disse também que percebeu que havia fundos circulando em plataformas como Huobi, Bittrex e ChangeNOW – com quem credita ajudando a congelar as transações e contas relevantes.

O incidente levou a plataforma a realizar “uma inspeção de emergência da plataforma” agora, esperando que ela seja ativada novamente o mais rápido possível.

A exchange promete voltar com log-in e suporte de negociação para o relançamento mais cedo do que as retiradas, que permanecerão off-line por um período maior.

Vale ressaltar que a Bitrue fornece ao público um link para rastrear o fluxo de fundos no explorador de blocos XRP. A plataforma de câmbio mencionou que contataram as autoridades de Cingapura para ajudar na identificação do agressor.

Traduzido e adaptado de: atozmarkets.com

Deixe um comentário