GMO SAI DO NEGÓCIO DE HARDWARE EM MINERAÇÃO

GMO SAI DO NEGÓCIO DE HARDWARE EM MINERAÇÃO

A GMO Internet diz que não irá mais desenvolver, fabricar e vender hardware de mineração Bitcoin após perdas significativas incorridas no quarto trimestre de 2018. A empresa japonesa de TI, ao contrário, se concentrará em suas atividades internas de mineração após uma abrangente revisão de receita.

Em um comunicado de 25 de dezembro de 2018, o gigante de TI anunciou o fechamento de seu negócio de hardware de mineração de criptomoeda. A decisão segue as enormes perdas sofridas pela GMO Internet no 4º trimestre de 2018, já que o Bitcoin atingiu o preço mais baixo em mais de um ano.

Depois de levar em consideração as mudanças no atual ambiente de negócios, a [GMO] espera que seja difícil recuperar os valores contábeis dos ativos de negócios relacionados à mineração interna e, portanto, decidiu-se registrar uma perda extraordinária.

Os dados do comunicado da empresa mostram perdas consolidadas e não consolidadas para o quarto trimestre de 2018 em ¥ 35,5 bilhões (US$ 321 milhões) e ¥ 38 bilhões (US$ 344 milhões), respectivamente.

No entanto, apesar de fechar seu departamento de vendas de hardware de mineração, a GMO, que gerou um total de 154 bilhões de ienes (US$ 1,3 bilhão) em receita em 2017, espera continuar suas operações internas de mineração.

GMO SAI DO NEGÓCIO DE HARDWARE EM MINERAÇÃO

Atualmente, a empresa admite que houve uma redução na lucratividade de seu empreendimento de mineração interno. Esta tendência está principalmente ligada à queda dos preços da criptomoeda ao longo de 2018.

A GMO começou a desenvolver, fabricar e vender hardware de mineração em setembro de 2017. Em agosto, a GMO encerrou suas atividades de mineração de Bitcoin Cash para se concentrar exclusivamente na mineração de bitcoin.

Durante a maior parte do ano, quando os preços caíram, a taxa de hash do Bitcoin continuou a aumentar. Isso se traduziu em maiores custos operacionais para recompensas reduzidas. Era, portanto, apenas uma questão de tempo antes que os mineradores começassem a sentir o aperto.

Depois da queda dos preços em meados de novembro, que levou a BTC a cair para US$ 3.200, até 800.000 (não-lucrativos) mineradores supostamente saíram. No entanto, a dificuldade de mineração de Bitcoin se ajustou desde então, estabilizando a taxa de hash em queda.

No entanto, os problemas do mercado de criptomoedas podem não ser a principal razão para a retirada da GMO. De acordo com a BitMex Research, a empresa pode não ter sido competitiva para começar e, portanto, não conseguiu lidar com a queda dos preços.

Traduzido e adaptado de : bitcoinist.com

Deixe um comentário