Interesse pelo Bitcoin aumenta no mundo todo

Interesse pelo Bitcoin

O mundo está passando por uma crise (na verdade umas quatro de uma vez só!) generalizada. Ninguém saiu ileso, indo desde o mercado de ações até o mercado cripto. No entanto, por mais problemas que as criptos têm apresentado, aparentemente ainda há um interesse pelo Bitcoin.

Mesmo tendo seu valor reduzido a pó, o BTC ainda é o favorito do criptomercado. No entanto, com as enormes oscilações envolvendo a moeda digital, ninguém esperava que seu volume estaria tão grande. De fato, a comercialização dessa cripto está crescendo, e o Google apontou que cada vez mais pessoas procuram pela moeda no buscador.

Em suma, podemos dizer que o Bitcoin e o criptomercado estão indicando um novo rali. Além disso, somente nos últimos dias, houve uma movimentação de US$ 2.6 bilhões.

Em especial temos o ocorrido no dia 13, onde foram movimentados US$ 5.6 bilhões, uma das maiores movimentações já vistas para o BTC.

O interesse pelo Bitcoin representa uma nova fase?

Os índices apontam um interesse global pela criptomoeda, mesmo mediante aos impactos que ela sofreu nas últimas semanas. Dessa forma, podemos especular que há boas chances para o BTC se reerguer no curto prazo. Seria isso um indício de que o BTC está sendo visto como um porto-seguro para os investidores? Temos poucas informações para tal afirmação.

Existem muitas coisas ocorrendo na economia global desde o início de 2020, e tudo isso deve ser levado em consideração. Uma informação importante é que as pessoas em diversas partes do mundo estão trocando dinheiro fiduciário por criptomoedas, algo realmente curioso.

Lina Seiche, diretora de marketing da Exchange BTSE, acredita que a crise global só está começando. De fato, com a distribuição de crédito que está sendo realizado pelos BCs ao redor do mundo, as quedas que vemos hoje não são nada comparadas ao futuro.

No entanto, essa visão aumenta o interesse pelo Bitcoin, pois sua liquidez e capacidade de negociação faz com que seja uma ótima alternativa de investimento. Isso significa, por exemplo, que esse novo olhar para o BTC seja o impulso que faltava ao ativo para ser um hedge em crises globais.

Alto volume pode estar associado a baleias

Correndo o risco de parecer paranoico quanto às baleias de Bitcoin, não seria de todo mal argumentar que o volume observado tenha relação com as atividades delas. De fato, antes da grande queda de valor do BTC acontecer, um alto volume de transações ocorreram. Dessa forma, agora que o ativo está “mais em conta”, vemos novamente um alto volume de transações.

Não estou dizendo ser o dono da verdade, mas essas movimentações podem estar associadas com uma ação orquestrada das baleias de Bitcoin existentes no criptomercado. Com esse tipo de movimento elas conseguem sempre vender na alta e comprar na baixa, podendo multiplicar várias vezes seu patrimônio em pouco tempo.

Talvez seja possível elaborar uma métrica com base em volume de transações para predizer o que acontecerá com o BTC no curto prazo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário