Gigante de mensagens japonesa ganha licença para lançar exchange de criptomoedas

Gigante de mensagens japonesa ganha licença para lançar exchange de criptomoedas

Anteriormente o 99cripto relatou sobre o desejo da gigante de mensagens LINE de lançar sua exchange de criptomoedas. E agora, a LINE, fornecedora do aplicativo de mensagens mais popular do Japão, acaba de ser aprovada para uma licença comercial de criptomoeda no país.

A notícia, divulgada pelo CoinDesk Japan na sexta-feira, significa que ela poderá oferecer seus serviços de câmbio de criptomoedas no Japão, onde possui 80 milhões de usuários ativos mensais. A nova plataforma deve se chamar BitBox, de acordo com a empresa.

A licença foi concedida pela Agência de Serviços Financeiros do Japão, que indicou em seu site que o registro foi concluído em 6 de setembro em nome da LVC Corp., que supervisiona as unidades de negócios de ativos digitais e blockchain da LINE.

O presidente da LINE, Takeshi Dezawa, também divulgou o registro completo da FSA na Bolsa de Tóquio hoje, conforme o relatório.

Gigante de mensagens japonesa ganha licença para lançar exchange de criptomoedas
Gigante de mensagens japonesa ganha licença para lançar exchange de criptomoedas.

A empresa de mensagens disse no mês passado que tem como objetivo construir uma “economia de token” em torno de sua própria cadeia de link blockchain. Ele oferecerá dois tokens – LINE Point no Japão e LINK para outros países – destinados a conectar usuários e provedores de serviços. Cinco dapps descentralizados (aplicativos descentralizados) serão lançados em breve em categorias, incluindo “previsão, perguntas e respostas, análise de produtos, análise de alimentos e análise de localização usando mídias sociais”.

A LINE disse na época que “visa achatar a estrutura de relacionamento entre usuários e provedores de serviços para promover a co-criação e crescimento mútuo”.

O CoinDesk Japan também relata que as mudanças legislativas iminentes em breve terão um impacto nas exchanges de criptomoedas do Japão.

Revisões das leis relacionadas a criptomoedas programadas para a primavera de 2020 significarão que as transações e o comércio de criptomoedas estarão sujeitos à regulamentação do Financial Instruments and Exchange Act.

Além disso, além da licença comercial de câmbio de moeda virtual, as empresas de criptomoedas terão que se registrar como empresas de instrumentos financeiros de primeira classe sob o novo regime.

Traduzido e adaptado de: coindesk.com

Deixe um comentário