NASA financia projeto de comunicações espaciais baseado em blockchain

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) reservou uma nova concessão que apoiará o desenvolvimento de uma espaçonave autônoma. Alegadamente, esta nave espacial será capaz de tomar decisões através da tecnologia Blockchain e sem intervenção humana.De acordo com os relatos da mídia on-line, Jin Wei Kocsis recebeu uma doação de US$ 330.000 da NASA para apoiar sua pesquisa. Kocsis é professora assistente de engenharia elétrica e de computação na Univesity of Akron, Ohio. Ela afirmou que o programa de pesquisa tem como objetivo analisar a aplicação do Blockchain baseado em Ethereum no desenvolvimento de um sistema de computação seguro que será usado no espaço profundo.

Ela foi citada dizendo:

“Neste projeto, a tecnologia Ethereum Blockchain será explorada para desenvolver uma infraestrutura de computação e redes descentralizadas, seguras e cognitivas para exploração do espaço profundo … Espero desenvolver uma tecnologia que reconheça e evite ameaças ambientais, além de completar um número de tarefas automaticamente. Sinto-me honrada pelo fato de a NASA ter reconhecido meu trabalho e estou animada para continuar desafiando a capacidade da tecnologia de pensar e agir por conta própria. ”

Além disso, o sistema utilizará a tecnologia subjacente de “contratos inteligentes” para formar uma espaçonave que será capaz de “pensar”. Isso permitiria que a espaçonave detectasse automaticamente e desviasse os detritos flutuantes a tempo.

Quais são as vantagens da espaçonave “inteligente”?

Kocsis espera que este programa permita que a espaçonave maximize a carga de trabalho e forneça mais dados. Espera-se também que esse sistema permita que os cientistas tenham mais tempo para o exame de informações, já que eles não precisarão estar ocupados com a previsão de ameaças ambientais.

A Universidade de Akron não compartilhou os detalhes exatos do cronograma para quando essa tecnologia iria funcionar. No entanto, o gerente de programa avançado de comunicações do Centro de Pesquisa Glenn da NASA, Thomas Kacpura, afirmou que esta é a primeira vez que o centro examinou as oportunidades de utilizar a tecnologia Blockchain em relação à comunicação espacial e à navegação.

Em fevereiro de 2018, uma plataforma de aplicativos Blockchain descentralizada executando “contratos inteligentes” Qtum, fez um anúncio. A organização compartilhou que seu “primeiro nó Blockchain baseado no espaço” foi montado em um satélite chinês.

Compartilhe este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.