SEC Congela Ativos de Crypto Fund Manager com Alegação de Fraude

SEC Congela Ativos de Crypto Fund Manager com Alegação de Fraude

A Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos agiu rápida e decisivamente no início desta semana, quando entrou com uma ação de emergência e obteve uma ordem impondo um congelamento de ativos e outras medidas de emergência contra Virgil Capital e suas empresas afiliadas.

Este congelamento de ativos está relacionado a uma suposta fraude de títulos relacionada ao fundo de negociação de criptomoedas da Virgil Capital, o Virgil Sigma Fund. A ação da agência alega que a fraude foi dirigida por Stefan Qin, um cidadão australiano e residente em meio período em Nova York, que possui e controla a Virgil Capital e suas empresas afiliadas.

De acordo com a reclamação da SEC, Qin e suas entidades têm fraudado investidores no Fundo Sigma desde pelo menos 2018, fazendo declarações falsas sobre a estratégia, ativos e condição financeira do fundo.

Além disso, a queixa alegou que os réus induziram os investidores a acreditar que seu dinheiro estava sendo usado exclusivamente para negociação de criptomoedas com base em um algoritmo proprietário, enquanto Qin e as entidades usaram os recursos do investimento para fins pessoais ou para outros investimentos de alto risco não divulgados.

Desde pelo menos julho de 2020, Qin e Virgil Capital disseram aos investidores que solicitaram resgates do Sigma Fund que seus interesses seriam transferidos para outro fundo sob o controle final de Qin, mas com gestão e operações separadas, o VQR Multistrategy Fund. A reclamação alegou que nenhum dinheiro foi transferido e os pedidos de resgate continuam pendentes.

Por último, a reclamação da SEC alegou que Qin estava ativamente tentando se apropriar de ativos do Fundo VQR e levantar novos investimentos no Fundo Sigma.

Kristina Littman, chefe da Unidade Cibernética da SEC Enforcement Division, comentou:

Esta ação emergencial é um passo importante para proteger os ativos do investidor e prevenir maiores danos. Qin supostamente fez falsas promessas para atrair investidores e, em seguida, continuou seu engano para ocultar seu uso indevido de fundos de investidores.

A investigação está em andamento.

Traduzido e adaptado de: 247wallst.com

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *